Público de 1.800 pessoas cantam o Hino Nacional antes da fala de Sérgio Moro na Feevale, Novo Hamburgo

Quando veio a Porto Alegre, ontem a noite, o juiz Sérgio Moro já tinha tomado a decisão de mandar prender o poderoso ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega e mais sete investigados na Operação Arquivo X, a 34a. fase da Lava Jato.

Moro foi ao teatro da Feevale, Novo Hamburgo, onde falou para 1800 pessoas. O filmete que o editor postou no seu Facebook, mostra o juiz sendo aplaudido de pé antes, durante e depois da palestra. O clima político que se estabeleceu no teatro foi tão forte que todo o público cantou o Hino Nacional, de pé, antes mesmo da apresentação do juiz.

O juiz lembrou que no início da Lava Jato, que era um caso criminal como tantos outros, foi tomando dimensão cada vez maior e agora tem algo a dizer a respeito da qualidade da democracia brasileira:

-A corrupção existe em todo o mundo, como um ato isolado, mas como prática sistêmica, que deixa de ser isolado e passa a ser regra comum, não é normal, como no caso dos contratos da Petrobrás.São dezenas de pessoas envolvidas. É tudo superlativo.

Sérgio Moro lembrou que a corrupção é um crime bilateral. Ele também avisou que o suporte da opinião público pode ser decisivo.

23 comentários:

Unknown disse...

Bendita mãe que te deu a luz, meu caro Moro!!! E que esta luz ofusque os marginais da nação... dos três 'poderes'!!!

Anônimo disse...

Tipica opera fascista de um juizinho de merda q ta fazendo o servico dos poderosos

Anônimo disse...

Nao ha um negro na plateia fascista...

Anônimo disse...

Polibio, estive lá assistindo Dr. Sérgio Moro.
Convicto, preparado e obstinado a combater a corrupção.
Nunca vi um hino Nacional ser Cantado com tanto orgulho.
Ele foi aplaudido inúmeras vezes.
Ele representa todos que querem ORDEM E PROGRESSO NO BRASIL.

Anônimo disse...

Se a corrupção no Brasil é sistêmica fico a pensar com meus botões qual o percentual das 1.800 pessoas pratica de pequenos a grandes ilícitos? Bastou ver nas manifestações do Parcão, em 2015 e 2016, os tipos que por lá apareceram.

Anônimo disse...

Todos que cantaram aposto que são contra qualquer reforma que realmente coloque este país nos trilhos: previdenciária e trabalhista.

frederico menezes disse...

O povo, a grande maioria dos brasileiros, apoia integralmente a lava jato. Ela debe demorarr o tempo que for necesssrio para limpsr o Brasil.

Unknown disse...

Fora ORCRIM!!!

ARS disse...

-Show!

Anônimo disse...

OS PARTIDOS POLÍTICOS TEM MEDO DE LULA. TODOS TÊM MEDO DA LAVA-JATO

O Congresso Nacional, quartel general de todas as classes políticas do país, agem como um organismo que foi atacado por corpos estranhos.
Nesse sentido, os congressistas já estão elaborando uma série de projetos de lei para barrar operações semelhantes à Lava Jato. O espírito de corpo das elites políticas já trata de criar anticorpos mais poderosos para que o organismo sobreviva às próximas investidas...
O laboratório do Congresso Nacional tratará de fazer antibióticos mais fortes.

Sérgio Moro é um veneno que não mata... apenas deixa o organismo mais forte...

www.choquefilosófico.tumblr.com disse...

Um aparte apenas, para não dar margem a discursos de que a questão eh político-partidária. Corruptos não são 'perseguidos políticos'. As pessoas cantaram o Hino Nacional, em presença do juiz Dr. Sergio Moro, no auditório da Feevale (RS) devido a um despertar patriótico / cívico proporcionado pela força-tarefa Lava Jato. Percebe-se que a corrupção instalada no Brasil tem viés bolivariano. Nós brasileiros apoiamos o juiz Dr. Sergio Moro, o MPF e a PF para que corruptos sejam presos, independentemente de partidos, empresas envolvidas no esquema de corrupção. A questão não se resume à Economia e ao Direito. Estamos defendendo nossa Soberania!

Anônimo disse...

Bingo!

Vai julgar de acordo com o "bafo" das ruas e não da lei!

Este é o Poder Judiciário de uma republiqueta de bananas.


Anônimo disse...

"O preço da liberdade é a eterna vigilância."
Não creio que os políticos mudem.
Creio que o medo os fará mudar.
Hoje é quase impossível fazer algo sem deixar rastro.
Se houver vigilância - como há - pela população.
Se houver vontade de punir - como está havendo por parte do poder constituído - é possível haver mudança.

Anônimo disse...

Eu sou branca e não fui, e aí? Já encheu essa de vitimismo por cor. Não defendo partido político, só desejo que o dinheiro dos nossos impostos seja bem empregado e não no bolso de ladrão.

Anônimo disse...

Políbio,

Se o Congresso Nacional não entender o que esta acontecendo no Brasil, vão perder o "ônibus da história".

A Eleição de Outubro será o ponto de virada do país.

Obrigado a Dillma e ao Eduardo Cunha, pois vocês(+Lulla Ladrão) tornaram isto possível!!

JulioK

Anônimo disse...

MORO , ele sim, é o legitimo guerreiro, orgulho da povo brasileiro !!!

Anônimo disse...

Você deve ser petista, sistrmtado pelas roubalheiras do PT. Choro é livre. Nós trabalhadores honestos veneramos
Moro!

Anônimo disse...

Por que não quiserem ir, assim como não aparece albino. Mania de se fazerem de coitadinhos. Gente recalcada. Sou negra e não preciso estar nos lugares para me avhar importante.

Anônimo disse...

FEEVALE ENTROU PARA A HISTÓRIA!!!

A maior reunião de inocentes úteis da história do Vale dos Sinos...

É apenas um detalhe sem importância, mas pelo registro fotográfico, esqueceram de usar a fantasia verde amarela...

Anônimo disse...

Quem está reclamando da falta de negros na platéia,não estava lá,ou é cego,ou é um PTralha que não é negro,mas se utiliza deste argumento mentiroso.A inteligencia e a capacidade de desenvolvimento não é exclusiva de brancos,e os negros sabem disso,tanto que as universidades estão cheias deles.E isso é bom.
A ignorancia é que incomoda.

Anônimo disse...

Que pasa comuna? Perdeste o CC?

Anônimo disse...

Idiota.

Anônimo disse...

Isso prova que a maioria do povo brasileiro quer um pais decente para se viver não havendo necesdidade de sair do país para viver em outros paises decentes como Canadá, Austrália entre outros. Será que é pedir demais?Com os impostos escorchantes cobrados da maioria do povo, poderia ser feito, pelo menos, 4 vezes mais do que se faz atualmente em beneficios à minoria dos mais necessitados, basta um pouco de honestidade e muita competência. A maior praga do Brasil é a corrupção e ainda não vejo o desenvolvimento de uma vacina para livrar os brasileiros desse mal.