Municipários invadem e ocupam a Câmara de Vereadores de Porto Alegre.

Em julho de 2013, o bloco dos pelados ocupou a Câmara. Contou, na época, com apoio do Simpa. Não se sabe se os ativistas de agora repetirão este tipo de foto para a posteridade. 

É de tensão o ambiente na Câmara de Vereadores de Porto Alegre, tudo por conta dos ativistas municipários do Simpa, que resolveram acampar no plenário até o final da greve. O anúncio acaba de ser feito pela diretora do sindicato, Debora Xavier.

Os servidores estão em greve e desde o meio da manhã sustentavam conversações com vereadores e autoridades municipais.

- A direção da Câmara não tem por que tolerar o esbulho criminoso e deve invocar o artigo 1.210, §1º, do Código Civil: “O possuidor turbado, ou esbulhado, poderá manter-se ou restituir-se por sua própria força, contanto que o faça logo; os atos de defesa, ou de esforço, não podem ir além do indispensável à manutenção, ou restituição da posse.” Ou seja, a pessoa que sofre esbulho pode, se agir de imediato, reaver a posse do bem por ato próprio, desde que não extrapole o necessário. Não pode, por exemplo, violar a integridade física do esbulhador, ou atentar contra sua vida, para reaver a posse do imóvel. Foi o que o governo estadual fez no caso da secretaria da Fazenda.

6 comentários:

Anônimo disse...

Pura chinelagem. Não passam de gigolôs do povo portoalegrense que os sustenta.

Anônimo disse...

Como disse a própria comandante da invasão, a segurança da Câmara facilitou a entrada porque são todos apoiadores do sindicato. E vai ficar tudo por isso mesmo.

Anônimo disse...

Maranhão demite diretor de Comunicação da Câmara ligado a Cunha:


O presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), exonerou nesta terça (21) o diretor-executivo de Comunicação Social da Casa, Claudio Lessa; a demissão ocorreu após a TV Câmara ter transmitido ao vivo, em seu canal no Youtube e no canal alternativo da TV digital, as cerca de duas horas do pronunciamento e entrevista coletiva do presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ

Anônimo disse...

A incoerência do governo foi dar aumento real aos Procuradores Municipais (famoso trenhosinho da alegria) e aos Fiscais da Secretaria da Fazenda. Dar gratificações para alguns e nada para outros. Acredito que o governo municipal juntamente com a medida de não dar reposição a categoria deva revogar imediatamente estes benefícios aprovados em plena crise. O problema é que a mídia não se mete com estas categorias abastadas por ter medo de ser perseguida. Falando nisso o editor anda com os tributos municipais em dia?

Anônimo disse...



Tem que largar essa gente pelada numa madrugada destas de inverno em frente ao Guaíba para se exercitarem com bolas de ferro e correntes!!

Vagabundos sem serventia!!

Anônimo disse...

AO ANONIMO DAS 17;17...são esses gigolos que colocam água na sua casa, recolhem o lixo, atendem nos postos de saude e dão aula nas escolas das vilas...não escreva asneira, informe-se antes de escrever...ninguem está pedindo aumento.