Conheça a íntegra do substitutivo que vai moralizar os fundos estatais de pensão

O editor conversou ontem a tarde com o deputado Marcus Pestana, PMDB de Minas, relator do projeto de lei complementar 268/2016, que propõe o aperfeiçoamento das regras de govenrnança dos fundos de pensão patrocinados pelos governos federal, estaduais e municipais, tanto da administração direta, quanto da indireta.

"Apresentamos um bom substitutivo", disse Marcus Pestana ao editor.

O link a seguir, revela o texto integral do substitutivo. São 28 laudas. Ele desembarcou ainda há pouco na caixa postal desta página, depois de um auxílio de última hora do vice-líder do governo, Darcísio Perondi.

O editor insiste para que os leitores abram o link e leiam tudo atentamente, porque se o substitutivo for aprovado como está (o matrial deveria ter sido aprovado ontem a noite, mas a discussão foi posteragada para a semana que vem) vai acabar a interferência de políticos na gestão dos fundos de pensão.

Na área federal, quadros petistas quebraram quase todos os fundos de pensão.

CLIQUE AQUI para ler a justificativa e o substitutivo.

3 comentários:

Anônimo disse...

Tem que mandar urgente para o governador Sartori que está colocando gente desqualificada e com passado negro nas fundações , na da Ceee principalmente !

Anônimo disse...

Eles moralizam agora que já esvaziaram os cofres, daqui a 30 anos quando os cofres estão cheios novamente, mudam os estatutos e dão o golpe novamente.Quem já não viu esse filme?Os planos de saúde tambem não são parecidos?O cara cria um plano barato, filia N jovens saudaveis que só dão lucro, passado 20 ou 30 anos quando esses jovens ficam idosos, quebram a empresa e deixa todos que pagaram esses tempo na mão. Brasil,Pais de Tolos.

Anônimo disse...

Sartori vai então pagar um baita mico. Pois no RS o tucano Paulo de Tarso, um sujeito inexperiente que foi colocado pleo governo para presidir a CEEE, vai entregar a Eletrocee para o ex deputado Barbedo e seu time de destruidores de instituições. Barbedo destruiu o sindicato majoritário e depois destruiu o plano de saúde.
Paulo de Tarso foi filiado ao PDT junto como ex deputado Barbedo nos tempos do Governo Collares. Esse tipo de amizade a psiquiatria explica.
Parabéns ao editor por trazer a baila um tema de relevância para o desenvolvimento econômico. Fundos de pensão,por exemplo, investem em infraestrutura e demais setores de grande relevância para qualquer nação.
Decisões como a de sSrtori de deixar esses incompetentes e mal intencionados dominarem a CEEE e a Eletroceee fazem muito mal ao desenvolvimento do RS, pois é uma forma segura de afugentar os grandes recursos disponíveis no exterior.