Artigo, Carlos Newton - Lula & Rose

Está chegando ao final um dos maiores mistérios da República. Os autos do Mandado de Segurança 20895, impetrado pelo repórter Thiago Herdy e por O Globo já estão conclusos desde 27 de março, na mesa do ministro Napoleão Nunes Maia Filho, do Superior Tribunal de Justiça, para que mande cumprir o acórdão da 1ª Seção da corte, que autorizou o acesso aos dados do cartão corporativo do governo federal usado pela ex-chefe da representação da Presidência da República em São Paulo, Rosemary Nóvoa de Noronha.

O tribunal acolheu pedido feito pela rede de jornais Infoglobo e pelo jornalista Thiago Herdy Lana para terem acesso aos gastos, com as discriminações de tipo, data, valor das transações e CNPJ/razão social.

TÓRRIDA PAIXÃO.

Como se sabe, desde a década de 1990, quando se conheceram no Sindicato  dos Bancários de São Paulo, numa reunião conduzida pelo dirigente sindical João Vaccari Neto, Rosemary era concubina do então líder sindical Luiz Inácio Lula da Silva.

CLIQUE AQUI para saber mais.

8 comentários:

Anônimo disse...

Pobre país.. Como disse hoje o Ministro Gilmar Mendes...entre um champanhe e outro, fazem discursos a favor da pobreza...

Anônimo disse...

Vamos conhecer um dos segredos mais bem guardados da república? Ver para crer.

Anônimo disse...

Se eles pagaram o motel com cartão corporativo, sou favorável à que ambos, em celas separadas obviamente, fiquem presos até o final dos tempos!! Não pelo crime; mas pela BURRICE!!!

Anônimo disse...

Esse ladrão cafajeste sindicalista usou a rosegate como 1° mula ou primeira mula para desovar o produto do furto na petrobras, usando as malas diplomáticas em 30 viagens. Cada uma delas com aproximadamente 25 milhões de Euros.

Anônimo disse...

As coisas estão tão desmoralizadas, que fica difícil dizer se a titular ou a amante é a mais ordiñária.

Anônimo disse...

Caro Políbio
Quando vier a tona os gastos do cartão corporativo da Rose e outros, eu não vou estremecer. Tenho quase certeza que o Lula jamais deixou de usar, em nome de algum laranja, claro. Pode até ser seus seguranças que são funcionários públicos. Aguardemos, pois!
Esther

Anônimo disse...

As despesas com os cartões corporativos e os "investimentos" secretos em Cuba são alguns dos itens que devem ser divulgados aos contribuintes, que pagam as contas.

Anônimo disse...

Seria essa a dupla Bonnie e Clyde ?