Votação no Senado de projeto que limita a dívida do governo é adiada

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) adiou a votação do projeto de resolução do Senado que estabelece um limite para a dívida consolidada da União, como já é exigido para Estados e municípios. A proposta determina um teto tanto para a dívida líquida quanto para a dívida bruta e descreve um período de transição de 15 anos para o alcance da meta.

O projeto consta na pauta há mais de um mês. Na última reunião deliberativa, o relator José Serra (PSDB-SP) chegou a ler seu parecer, mas não houve abertura para discussão. Em seguida, o presidente da comissão e líder do governo, Delcídio Amaral (PT-MS), marcou duas audiências públicas seguidas, atrasando a votação em mais duas semanas.

3 comentários:

Anônimo disse...

O Brasil está sendo empurrado com a barriga pela Anta e Congresso. As soluções são adiadas todos os dias.
Esther

elias disse...

15 anos de prazo???
kkkkkkkk Dentro de 3 anos não existira mais o bananão como conhecemos. E o anterior a 2002, nunca mais!

Volta Itamar franco, o esquecido!

Anônimo disse...

Que o Mato Grosso do Sul se lembre deste senhor, Delcídio Amaral (PT-MS), nas próximas e não votem nele por estar contra o Brasil.