Produção industrial cai no RS e em mais nove locais analisados pelo IBGE

A produção industrial caiu em dez dos 14 locais pesquisados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em setembro, na comparação agosto, feito o ajuste sazonal, segundo pesquisa divulgada nesta terça-feira (10). Na média nacional, a indústria recuou 1,3% no período. As quedas mais expressivas na atividade industrial entre agosto e setembro foram vistas na Bahia (-7,6%) e no Rio de Janeiro (-6,6%).

As quedas mais expressivas na atividade industrial entre agosto e setembro foram vistas na Bahia (-7,6%) e no Rio de Janeiro (-6,6%). A Região Nordeste (-3,3%), Ceará (-2,7%) e Minas Gerais (-2,3%) também tiveram diminuição mais forte na produção do que a média nacional.

Em contrapartida, o Estado do Pará registrou o melhor desempenho, com alta de 12,6%, seguido por Paraná, com avanço de 5,1%, e Espírito Santo, com aumento de 1,3% na atividade industrial. A atividade industrial de São Paulo, maior parque industrial do País, caiu 0,2% entre agosto e setembro,

Considerando a comparação com setembro de 2014, 12 dos 15 locais pesquisados pelo IBGE tiveram resultados negativos, como Rio Grande do Sul (-19,7%), pressionado, em grande parte, pela queda na produção dos setores de veículos automotores, reboques e carrocerias, de máquinas e equipamentos, de metalurgia e de produtos do fumo.

2 comentários:

Anônimo disse...

Políbio,

Obrigado Dillminha.

Com o baixo consumo de energia elétrica pela indústria, não faltará mais energia na minha humilde casinha!!

O "arzinho condicionado" do verão esta salvo .....

JulioK

Anônimo disse...

E a clã Lula cada vez mais rica.