GM paralisa toda a produção de veículos no Brasil. Em Gravataí, com sistemistas, pararam 10 mil trabalhadores.

A GM não parou apenas em Gravataí, porque eerca de 16.200 metalúrgicos foram colocados em férias coletivas nesta segunda nas fábricas de Gravataí, São Caetano e São José dos Campos. No RS, os estoques da fábrica cobrem dois meses de vendas, mas nas revendas os estoques somam outros dois meses de vendas. 

Os números não incluem os sistemistas, que somam outros 12 mil trabalhadores. No RS, todos os 17 sistemistas pararam

Em Gravataí, além dos 4.500 empregados da GM, pararam 5.500 trabalhadores dos sistemistas. 

2 comentários:

Anônimo disse...

nao ha praticamente nada na grande e porca mídia nacional...

os caras nao noticiam nada...

Unknown disse...

Vão lá no instituto lula pedir ajuda ao rei do ABC paulista. Pedir socorro ao Paulinho da Força e aos rei dos sindicatos.

O Danilo Gentilli mesmo falou, ele morou no ABC paulista e o pai dele era operário na região. Vai ver a entrevista dele no youtube com o olavo de carvalho.

Essa turma só aparecia na fábrica na hora da eleição. E depois iam se juntar com os patrões para vender greves ou acordos.

O que não falta é sindicalista rico na era do PT.