Presidente e diretores da Queiroz Galvão também viram réus em Curitiba

O juiz Sérgio Moro abriu as ações penais contra Erton Medeiros Fonseca, Jean Alberto Luscher Castro, diretor presidente da Galvão Engenharia, Eduardo de Queiroz Galvão, conselheiro de administração do Grupo Galvão, e Dario de Queiroz Galvão Filho, presidente do Grupo Galvão. De acordo com a assessoria da Galvão Engenharia, os cargos dos últimos dois não são aqueles apontados na decisão do juiz: Eduardo seria conselheiro da empresa –não do grupo– e Dario, presidente do mesmo conselho.

Nenhum comentário: