Chegada do Pix impulsiona surgimento de novos bancos

27 bancos digitais, como Conta Black, aderiram à base digital desenvolvida pela LiveOn para prestar serviços financeiros personalizados. O volume de transações passou de R$ 150 mil para R$ 40 milhões em três meses, a meta é alcançar os R$ 100 milhões até o final de 2020

A modernização do Sistema Financeiro Nacional prevista para novembro, e encabeçada pela chegada de inovações como Pix (pagamento instantâneo) e open banking, tem impulsionado a demanda de startups de tecnologia. Apenas neste ano, mais de 20 empresas aderiram a infraestrutura tecnológica criada pela LiveOn Solutions (https://liveonbaas.com), que quintuplicou de tamanho.

CLIQUE AQUI para ler muito mais.

2 comentários:

Anônimo disse...

Aumento da concorrência e da competitividade é ótimo. Problema que no Brasil isso não é suficiente. Nos anos 90 surgiram vários bancos novos como o Banco Nacional, Banco Bamerindos, Banco Panamericano e outros mais. E as empresas de telecomunicações, tinha a Interlig e outras mais.

Problema é a administração a médio e longo prazo. Os cartéis empresariais tem muita influência nos órgãos públicos. Se não tiver continuidade dessas empresas, elas duram 10 anos e depois são vendidas ou fechadas.

O que não se pode permitir é surgimento de novidades que em 10 anos somem. Tem que surgir novidades e depois serem mantidas a médio e longo prazo aumentando a competitividade de fato.

Isso deveria acontecer em todos os setores da economia. É isso que a Europa fez, os USA fez, Japão fez e agora a China faz. Não seguir essa política, não adianta.

Espero que essas start ups que surgiram na década de 2000 e 2010 duram mais décadas e virem empresas de longa vida.

Anônimo disse...

Sobre o PIX: Mantenho-me como estou. Nada mudarei em meu controle financeiro, que - aliás - só me traz sucessos enormes. esperarei ainda um bom tempo para aderir - se aderir - a esta novidade...