Filho do vice de Lula será o novo presidente da Fiesp

 Foi registrada hoje a chapa que substituirá a atual direção da Fiesp, cujo presidente atual é Flávio Skaf.

O candidato a presidente é o dono da Coteminas, Josué Gomes da Silva, que chegou a ser cogitado para vice na chapa de Fernando Haddad. O pai de Josué, foi vice-presidente da República durante os dois governos Lula.

Josué Gomes da Silva conta com amplo apoio e será eleito facilmente.

11 comentários:

Renato disse...

Jose Alencar foi a cereja do Bolo que elegeu Lula,os milionarios oportunistas donos das grandes empresas que sempre cobraram carissimo seus produtos aqui e sempre culparam os impostos sabiam que podiam negociar com Lula e assim foi. Quando os EUA não quiseram o pepino de estabilizar o Haiti eles passaram a Bola adiante e caiu aqui no Brasil,milhões do dinheiro brasileiro foram enterrados lá com isso Lula ficava de boa com os militares muitos melancia e com olho na ampliação do conselho de segurança da ONU permanente e a Coteminas com a possibilidade de instalar uma fabrica no Haiti para poder vender no mercado Norte americano sem pagar impostos,para quem não sabe no Haiti se costura roupas para marcas famosas do mundo com trabalho praticamente escravo. Tenho a impressão que a fabrica não vingou,não aumentaram o conselho na ONU e o Haiti continua cada vez pior,por incrivel que pareça lá é pior que Cuba,a miseria é gigantesca sem falar na violência mas isto você não vai ver na grande midia.

Delcio Tonin disse...

Um baita empresário, tanto o pai como o filho, e não viram nada de errado no governo do PT. E agora vai ser presidente das industria de SP, esses são nossos empresários que estão sempre mamando na teta de um governo, não interessa que partido e nem ideologia.

Anônimo disse...

Josué Gomes não se resume ao "filho do vice de Lula". Goste ou não, ele conta com carreira própria. So a filiação não garantiria o cargo de presidente da Fiesp, ja que há tantos filhos imbecis no mundo, que vivem na sombra do pai...

J. Dirceu do Passaquatro disse...

Aqui em MG é sabido que a empresa dele ficou mal das pernas depois que secou a teta BNDES.

A poderosa credencial FIESP talvez ajude a abrir portas.

Anônimo disse...

PQP...FILHO DE PEIXE, PEIXINHO SEMPRE SERÁ, OU MELHOR, FRUTA PODRE SEMPRE CAI PERTO DO PÉ...

Anônimo disse...

É por isso que a luta pode cargos, poder, influência é enorme e contínua. Quando consegue algum cargo de relevância, até os filhos, netos, bisnetos, irmãos, primos, sobrinhos e qualquer parente mais próximo consegue até herdar a influência.

Enquanto isso qualquer cidadão comum que trabalha na tal "meritocracia", trabalha até morrer e raramente consegue um cargo desses. E quando cresce no máximo que chega é ser funcionário direto ou próximo dessa turma influente.

A turma reclama das elites, mas o sonho de todos é ser membro da elite. Só ver a hipocrisia do Lula que xingou as elites a vida inteira mas depois voou de jatinho, comprou triplex, virou amigo de empresário e colocou como vice, tentou virar ídolo, criou mitomania e fez de tudo para ser uma nova elite.

A briga é sempre essa a elite x os novos postulantes da "nova" elite. No final todos querem uma teta da viúva para mamar as custas de quem puder. Existe herança até de influência.

E a massa de manobra liberal ficam caindo no discurso de "meritocracia" que somente trabalhar duro você conquista qualquer coisa e a esquerda cai no discurso de "justiça social" irá chegar e o paraíso igualitário acontecerá. Nada disso é verdade, são somente discursos ilusórios para enganar o nicho que cada um escolher virar ser.

Anônimo disse...

Há apoios de chineses ou de laranjas deles? É por mera curiosidade.

É caixão e vela preta ! Os comunistas não desistem ! disse...

Olha o enterro voltando aí, gente !

Anônimo disse...

Ora, quantos ex lulistas apoiam Bolsonaro agora e contam com a simpatia recente do bolsonarismo? Ricardo Barros, Roberto Jefferson, Ciro Nogueira, Valdemar da Costa Neto. Basta um afago de Josue no Minto que o bolsonarismo irá babar no apoio. Que hipócritas.

Anônimo disse...

Essa elite endinheirada em concluio com partidos políticos que destruiu Brasil. Não é nenhuma surpresa que eles estejam se movimentando, reagrupando forças. São nossos inimigos. Tem as universidades, sindicatos, conselhos regionais, tudo aparelhado por comuno-petistas. Tem um arduo trabalho a fazer mas temos que começar pelas eleições.
Nesta eleição para prefeito precisamos fazer uma faxina na câmara de vereadores. Mandar para fora, comunistas, socilalistas do PC do B, PSDB, PT, PSB, PTB, partido verde, etc.

Emmanuel disse...

É o que eu digo: esse negócio de COMUNISMO ... é coisa de rico! Pobre quer mais é subir na vida .... já tem ricos que detestam concorrência.
COMUNISMO ... é coisa de rico.