Arrtigo, Wesley Vaz, Poder360 - Lei Geral de Proteção de Dados é oportunidade, não ameaça


CLIQUE AQUI para ler a íntegra da lei.

Com o início da vigência prevista para agosto deste ano, a Lei Geral de Proteção de Dados 
Pessoais (LGPD) nasceu inspirada em uma lei europeia que determina regular a utilização de informações dos cidadãos por empresas e governos. Ela é a grande novidade do ano sobre a regulação e uso de dados no Brasil e tem sido motivo de preocupação de muitos gestores públicos e privados. Será ela uma ameaça à evolução da digitalização, ao compartilhamento e ao uso de dados pelas organizações privadas e públicas?

Prefiro a ótica inversa. A vigência da LGPD é uma excelente oportunidade, não isenta de riscos, para que as instituições possam, enfim, considerar de maneira séria a necessidade de modificar suas operações e negócios em um contexto de abundância de dados e de tecnologia.

Leis de proteção à privacidade de dados (a LGPD é somente uma delas) são relevantes porque reconhecem dois atributos do mundo atual: os dados são ativos econômicos valiosos e, por causa disso, os dados de propriedade e gerados pelos cidadãos precisam ser protegidos.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Um comentário:

Ultra 8 disse...

Os chineses, são os administradores da segurança.