Artigo, Xico Grazziano, Poder360 - Não dá para esquecer da origem dos alimentos na ceia do Natal

Como filho de agricultores e engenheiro agrônomo, o que mais sinto nessa modificação da festa natalina é perceber que os comensais se esqueceram da origem do alimento na sua ceia. As pessoas se deliciam na mesa de Natal sem saber que aquele peru custou o suor de um produtor rural.
As famílias não apenas abandonaram a oração ou deixaram de rezar o Pai Nosso ao menino Jesus. Houve total distanciamento delas com a origem da comida natalina. Perdeu-se a noção da importância do trabalho no campo para a fartura da cidade.

Frutas deliciosas, castanhas e pães, o trigo da lasanha, o pernil que vai ao forno, a uva que virou champanhe, o cereal fermentado na cerveja, o chocolate e o açúcar do doce, basta um tiquinho de atenção para perceber que, afora tantos brinquedos e luzes, quem garante a sustância da festa de Natal é o agricultor.

Sem abandonar a moda da atualidade, eis que o passado nunca volta, sugiro todos fazerem um brinde especial àqueles que saciaram sua alegria neste Natal. Uma reverência às nossas origens.

CLIQUE AQUI para ler todo o artigo.

3 comentários:

aparecido disse...

Que nada .. os importantes da sociedade são os professores e funças..trabalham ´pouco ganham muito, se aposentam cedo e com muitos privilegios e fazem greve o tempo todo.. enquanto os agricultores carregadores e caminhoneiros estão trabalhando o ano inteiro e até no final do ano,,,agricultores trabalham das 5 da manhã as seis da tarde.. carregadores e caninhoneiros trabalham a noite inteira seis dias por semana para que a comida chegue as feiras e mercados de manhã...enquanto isso os funças são os mais importantes da sociedade .. Li uma vez num carro : SEM ESCRIVÂO A POLICIA PARA !!!! grande coisa.. SEM AGRICULTOR CARREGADORES E CAMINHONEIROS TODOS MORRERIAM DE FOME EM POUCOS DIAS....o dominio dos vermelhos na sociedade que cria estas distorções e despreza quem realmente trabalha...100% dos vermelhos estão folgando no final do ano.. trabalhadores da alimentação continuam trabalhando....

Cris disse...

Um brinde ao Natal !
A cada detalhe do Natal...
Ao presépio, que didaticamente relembra as crianças da casa o cenário do nascimento de Cristo...
A enorme árvore cheia de luzes ( em minha infância com velas naturais)
com um enorme estrela no topo que representa a ligação do Céu com a terra no momento do nascimento de Cristo...
A guirlanda na porta anunciando ser uma casa de católicos em preparação da festa de Natal...
Aos presentes colocados sob a árvore que significam a permanência em todos os Natais da bênção maior do Céu que é o amor contínuo e cuidadoso entre os membros daquela família e entre seus amigos ...
A guirlanda do Advento que significa a preparação do Natal com orações diárias...
E a ceia , a união da família em torno da mesa, a confraternização do dia de Natal com muita alegria em meio a todas as outras bênçãos e, em casa de espanhóis , italianos e alemães, com muita fartura e tudo que é bom , naturalmente, como costuma acontecer no resto do ano também ...

Mordaz disse...

Tudo errado. O agricultor faz tudo isto para ganhar o dinheiro com o qual ele melhora a sua vida. Ninguém faz nada disto pelo amor do papai do céu, mas para sobreviver nos tempos modernos. Seja quem fabrica a imitação de neve ou o peru que não existia na terra santa.