O dia em que o editor fez acordo com a comunista Manuela e preferiu enfrentar a psolica Luciana Genro

Em julho de 2015, a deputada estadual comunista Manuela D'Ávila e a líder psolica Luciana Genro ajuizaram ações criminais contra o editor.

Em 2015, o editor optou por enfrentar Luciana e deixar Manuela de lado.

Ambas queriam meter o editor na cadeia.

Os advogados que defendem o editor em diferentes áreas, no caso o ex-juiz Luiz Francisco Corrêa Barbosa, Nilton Carvalho, Pio Cervo e Bruno Dornelles, além da banca Scalzilli Althaus, raramente são chamados a trabalhar em ações criminais. As ações são sempre de caráter cível.

Em 2015, assediado por todos os lados que o atacavam com ações, o editor tomou duas decisões:

Manuela - O editor assinou acordo com a irrelevante comunista, porque preferiu concentrar seus esforços para litigar com a mais combativa psolica Luciana Genro.
Luciana Genro - O editor não aceitou acordo nenhum com Luciana e decidiu enfrentá-la nos tribunais a partir dali.

O editor não costuma perder causas para líderes, governantes e parlamentares lulopetistas e comunistas. Isto só tem acontecido como absoluta exceção.

O editor vai contar o que aconteceu nos dois casos

15 comentários:

Beatriz Guimarães disse...

Lembro do Dr. Barbosa na defesa de Roberto Jefferson no mensalão: foi o único advogado que ousou insinuar que havia um responsável por tudo aquilo, e que era Lula. Foi em 2005. Beatriz

Anônimo disse...

Pagou quanto pra Manu ?

Anônimo disse...

Agenda comunista global satânica do mal.
Será que os esquerdinhas sabem o que tanto defendem?

Anônimo disse...

Polibio,elas deverão ter "Grelo Duro',pois todas se parecem.
Assim Maria do Rosário,KoKay,etc.etc.

Anônimo disse...

Uau duas gatas,ah elas na minha cama kkkk

Extrema-Direita disse...

E o politicamente correto da cultura de morte ?

Anônimo disse...

A véia tá lascada!!! Kkkkk

Extrema-Direita disse...

A cultura de morte é uma nova ordem social imposta. A cultura de morte é ativamente promovida por fortes correntes culturais, econômicas e políticas segundo o Papa João Paulo Segundo.

Anônimo disse...

Não adianta querer se explicar, editor. Depois de confessar ter feito acordo com comunista tu vai perder alguns leitores como o tal Capitão Caverna kkkk

Anônimo disse...

Conte Polibio, se elas usam dinheiro público para intimidar adversários!

Anônimo disse...

Que fim levou a monotemática (só fala de um assunto: LGBT) Luciana Genro ? Fugiu com o papaizinho - aquele que QUEBROU o Rio Grande do Sul - para a "dolce vita" no Leblon ?

Anônimo disse...

Que fim levou a monotemática (só fala de um assunto: LGBT) Luciana Genro ? Fugiu com o papaizinho - aquele que QUEBROU o Rio Grande do Sul - para a "dolce vita" no Leblon ?

Anônimo disse...

Se fez acordo, é pq sabe que ia se encrencar. Não adianta tapar

Massaranduba disse...

É um casal?

Anônimo disse...

Essas duas nunca trabalharam na vida, não sabem o que é uma carteira de trabalho, são políticos profissionais. No ano que vem serão eleitas prefeitas e vice prefeitas de P.alegre, vcs merecem esse tipo de gente na prefeitura.