TST manda Correio pagar 3% de aumento salarial

O TST determinou o fim da greve dos carteiros e mandou a estatal federal conceder aumento salarial de 3%.

A Corte também mandou descontar os dias parados.

O Correio deu prejuízo de R$ 3 bilhões no ano passado.

62% das despesas decorrem de gastos com a Folha.

4 comentários:

Anônimo disse...

É mentira! O ano passado foi lucro de 200 milhões e em 2017 lucro de 700 milhões, seja honesto com seus leitores.

Unknown disse...

TST, representante do atrazo, diz de onde sairá o dinheiro?

Anônimo disse...

Ué, o judiciário interferindo na autonomia administrativa do poder executivo. Olha só, as jurisprudências caindo por terra.

Anônimo disse...

"Não cabe ao Poder Judiciário, que não tem função legislativa, aumentar vencimentos de servidores públicos sob o fundamento de isonomia"

Essa súmula está embasada na independência administrativa dos poderes.

Da constituição:

"Art. 61. A iniciativa das leis complementares e ordinárias cabe a qualquer membro ou Comissão da Câmara dos Deputados, do Senado Federal ou do Congresso Nacional, ao Presidente da República, ao Supremo Tribunal Federal, aos Tribunais Superiores, ao Procurador-Geral da República e aos cidadãos, na forma e nos casos previstos nesta Constituição.

§ 1º São de iniciativa privativa do Presidente da República as leis que:
II - disponham sobre:

a) criação de cargos, funções ou empregos públicos na administração direta e autárquica ou AUMENTO DE SUA REMUNERAÇÃO;"

"Art. 99. Ao Poder Judiciário é assegurada autonomia administrativa e financeira."

Pra que serve a súmula acima nessas horas?