Análise - O que explica o baixo crescimento da economia brasileira


Esta análise é do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos do Bradesco, enviada esta tarde ao editor.

A velocidade da economia brasileira perdeu tração recentemente. Nos próximos dias conheceremos o PIB do primeiro trimestre de 2019, para o qual se projeta pequena retração na margem. Combinada à expansão de 0,1% do quarto trimestre de 2018 e à projeção atual para o segundo trimestre de 2019 (expansão de 0,2%), há um diagnóstico óbvio de crescimento muito fraco, especialmente ao se levar em conta que a taxa Selic se encontrarem seu mínimo histórico,de 6,5%.

[Cabe, portanto, perguntar quais são as possíveis explicações para esse baixo crescimento. Nesse texto, descreveremos as principais narrativas que poderiam explicar esse fenômeno. Ao final, fazemos um balanço sobre quais possuem maior aderência empírica e quais podem ser rejeitadas com maior probabilidade.

Narrativa #1: PIB potencial mais baixo. Seja pela má alocação da capital feita na última década, pela baixa razão investimento/PIB ou pela estagnação da produtividade, a decepção com o PIB corrente estaria ligada a um potencial muito baixo. 

CLIQUE AQUI para ler muito mais, inclusive com gráficos.

11 comentários:

Anônimo disse...

Nenhuma referência que estamos importando tudo da China?
Nenhuma referência que exportamos matéria prima e importamos industrializados?
Nenhuma referência que a moeda da RICA CHINA é mais desvalorizada EM RELAÇÃO AO DÓLAR que a moeda do ENDIVIDADO BRASIL?

Anônimo disse...

EFEITO da CF/1988! Enriqueceu o setor público, empobreceu o empreendimento!

Só não é ainda pior em decorrência da exploração da terra.

Anônimo disse...

Como pode crescer um país que durante décadas está envolvido com corrupção,roubalheira e má administração petista? Não tem como.Paralisa tudo.Investimento,investidores,exportações.Enquanto esta quadrilha nazista estiver rondando aqui, o crescimento é negativo.

Adilio Faustini disse...

Eu não entendo, como a economia pode estar em baixa se Abril empregou 130 mil com carteiras assinadas a mais que as demissões, foi o melhor mês de abril dos últimos 8 anos.Agora estou vendo o noticiário que os consórcios de carros tiveram um almento de 24% em relação a 2018.Algo não está batendo nas notícias econômicas.

Anônimo disse...

O PT recebeu o Governo do FHC com divida de 850 bilhões,pagando 80 bilhões em juros anuais, saiu em 2016 deixando uma divida de 4 trilhões com pagamento de juros de 400 bilhões anuais, que aguenta pagar esses juros? Bolsonaro/Paulo Guedes tera que rasgar as cuecas, se desdobrar para arrumar as contas públicas.

Joel Robinson disse...

Marasmo da reformas. Muita conversalhada e pouca ação. Explicar o inexplicável?

Anônimo disse...

parece que fazer arminha com o dedo não enche barriga

Anônimo disse...

Ao Anônimo "das": 29 de maio de 2019 15:14.

Hoje eu tô até emocionado; comprei 3 escovas de dentes, e estava escrito na embalagem: Fabricado no Brasil. PS: O certo não seria a vagabundagem dos sindicatos exigirem os comprovantes de pagamentos das leis trabalhistas (retidos na origem) dos países que "competem" com os fabricantes brasileiros.

Anônimo disse...

Infelizmente a verdade tem que ser dita. Bolsonaro está pior que Dilma no governo. Hoje encontrei uma nota de supermercado de 2016 e percebi que esta tudo 100% mais caro.

Anônimo disse...

Anonimo das 2:52 hs, vc achou a NF e cobseguiu ver vom seus olhos vermelhos, criando essa narrativa, então toma lá, eu tenho todas NF de compras em casa desde 2008 e não vobfere com o que vc está dizendo.A começar pela conta de Luz, pagava 150 reais na Cobta de Luz, bandeira vermelha, hoje edtou pagando 120 reais, Conta de Água pagava 72,00 por 18 m3 de água, hoje 54,00 graças ao armazenamento de água de chuva para rega de plantas, lavar o carro e lavar quintal, em 2016 paguei arroz à 14,00 , pacote 5 quilos, obtem pague 12,50 reais, Azeite paguava

Anônimo disse...

Alerta de fake! - anônimo das 2h52.