PEC da Previdência é aprovada na CCJ da Câmara por 48 x 18

Assim votaram os deputados gaúchos que integram a CCJ: 
Sim - Márcio Biolchi e Alceu Moreira, MDB; Giovani Cherini, PR: Maurício Dziedricki, PTB.
Não - Afonso Mota, PDT; Maria do Rosário, PT.

CLIQUE AQUI para saber como votou cada deputado.

A CCJ da Câmara aprovou por 48 votos a 18 o parecer do deputado Marcelo Freitas, PSL, pela constitucionalidade da PEC da Previdência.

A sessão atravessou a noite.

"Vamos votar esta noite", disse ao editor o deputado Darcísio Perondi, vice-líder do governo, quando já eram 22h30min.

Agora, a PEC terá exame de mérito numa Comissão Especial. Só depois disto irá para plenário, para votação em dois turnos, sendo que a aprovação terá que contar com 2/3 dos votos. Em seguida irá para o Senado.

6 comentários:

Thomas Turbando disse...

Afonso Mota e Grelo Duro, uma dupla imbatível, Deus nos livre !!!

Anônimo disse...

Coitado de quem for ficar no brasil e nao tiver aposentadoria parlamentar.

Anônimo disse...

E esse Afonso mota sempre alinhado ao que há de pior na política brasileira. Pra ele continuar sendo reeleito só fico imaginando a qualidade do seu eleitorado.

Justiniano disse...

Gastos dos parlamentares de janeiro até 17 de abril.Os maiores perdulários do dinheiro público:
Em 1º lugar Maria do Rosário - R$ 107.923,94
Em 2º lugar Henrique Fontana - R$ 94.822,83
Em 3º lugar Bohn Gass - R$ 93.149,47
Em 4º lugar Marcon - R$ 80.550,26
Em 5º Afonso Motta - R$ 77.028,40

O que menos gastou nesse período:
Marcel van Hattem R$ 9.754,61

Agora entendem porque são contra a reforma da previdência, o negócio deles é o dinheiro do brasileiro.

Unknown disse...

Políbio, depois que o maior acionista e ex CEO da RBS Nelson Sirotsky declarou, em autobiografia, ser admirador de Olívio Dutra(arghhh), passei a entender o que fazia na empresa, como diretor, essa NULIDADE que atende por Afonso Mota.

Anônimo disse...

O Marcel tinha que se preocupar com a indenização da família que dependia da pessoa que ele matou