Acompanhe, ao vivo, a sessão da CCJ que vota a PEC da Previdência

5 comentários:

Anônimo disse...

Nem para rascunho esse povo que é contra tudo serve. É aquela velha praga que nasce na lavoura.

Anônimo disse...

Para Bolsonaro aprovar a REFORMA DA PREVIDÊNCIA em dois turnos nas duas Casas Legislativas deve:
1)Idade de 60 anos para ambos os sexos, com período de transição para quem está a menos de 10 anos para se aposentar;
2)Separar os servidores públicos federais que já sofreram duas Reformas Previdenciárias (a de FHC e a do Lula) dos que ainda não sofreram nenhuma;
3)Colocar os militares das FFAA no texto da reforma;
4)Fazer uma propaganda massiva na TV com linguagem simples, bem didática para que o povão entenda e apoie o Governo.
Em resumo: o Governo deve entender que A REFORMA, P/ SER APROVADA SEM TOMA LÁ DÁ CÁ, DEVE SER MAIS DURA COM QUEM ESTÁ ENTRANDO A-GO-RA NO MERCADO DE TRABALHO E MAIS LEVE COM QUEM JÁ ESTÁ NO JOGO! Caso contrário... a vaca vai para o brejo!!!

Anônimo disse...

NÁDEGA DURA:
ESTÁ CHEGANDO A HORA EM QUE ESSES MILITARES, DIGO, OS OFICIAIS GENERAIS DO EXÉRCITO BRASILEIRO, TERÃO QUE ENDURECER SUAS PRÓPRIAS BUNDAS, POIS, DE 1985 PARA CÁ, ELAS FICARAM MUITO MOLES, MUUUIIITTOOOO MMOOOOLLEEESSS!!

Danilo B. Vargas disse...

Muito Vossa Excelência para pouco resultado prático. Vergonha.

Anônimo disse...

Qual o Projeto que os contrários apresentaram para contrapor ao do Ministro Paulo Guedes? Receberam para fazer o contraponto e a única coisa que fizeram foi dizer que não aprovariam e berram feito uns desatinados e cheios de ódio. Os políticos brasileiros são os mais bem pagos do mundo. Com o que pagamos para os políticos no Brasil, poderíamos ser um país riquíssimo, mas como vemos não é isso que acontece. Porquê? Somos OMISSOS, não os cobramos pelo trabalho que são pagos e não fazem.