Morreu o ex-comandante Geral da Brigada, coronel Clóvis Soares

O coronel morreu esta manhã, Porto Alegre.

O velório foi agendado para as 14h no Crematório Metropolitano.

O coronel foi comandante entre 1971 e 1974. Em seguida, foi nomeado juiz militar.

6 comentários:

Anônimo disse...

ah, é?

Anônimo disse...

Qua tos anos o Coronel tinha?

JORGE LOEFFLER .'. disse...



Apenas três Estados no país tem essa coisa sem sentido que dizem ser Tribunal Militar, onde chegam na condição de JUÍZES frios, pois nem mesmo concurso prestam. Isto serve apenas para enriquecer meia dúzia de parasitas.

João Paulo da Fontoura disse...


Políbio,

Minhas condolências à família. Mas faço abaixo umas observações, que nada têm de particular, e sim objetivo tanger o amplo, o geral.
Não é piada, nunca tinha ouvido falar de coronel (da brigada militar) ou anão morrerem. Coronel (nababo do sistema): não pode, é proibido morrer. Como morrer? E os 'meus quarentinhas por mês?'
Bem então de 440 coronéis jubilados pelo sistema, contra 4 na ativa, temos (só) 439!
Como um estado pode funcionar com tamanho e absurdo anacronismo? Olhem o que fizemos nos últimos 40 anos para quebrar o estado. E conseguimos! Ufa!

Anônimo disse...

A brigada sempre é o bode expiatório para as mazelas do Estado. Vai te informar melhor antes de criticar o que não conhece. Babaca

Anônimo disse...


É a L E I !!

Não são os coronéis !

É o mesmo que acabar com a energia elétrica porque alguém por o dedo na tomada !

O Estado quebrou porque tem 50 Bilhões em créditos ajuizados ... e não cobra !!

Fora o que a sec da Fazenda não apurou...
Não lançou e que foram sonegados ...

Tem também outras cositas más !!

Fiquemos por aqui ...

5 0 b i 👊🏻