Frente Parlamentar Evangélica reafirma apoio público ao ministro Onyx Lorenzoni

O ministro tem sido fustigado pela oposição lulopetista e sofrido críticas veladas por parte de aliados, tudo por três razões principais: 1) Onyx teria baixa interlocução com o Congresso. 2) Ele privilegia em demasia o DEM. 3) É próximo demais do presidente Bolsonaro.

A Frente Parlamentar Evangélica tirou nota para reafirmar apoio ao ministro e deputado Onyx Lorenzoni, ministro extraordinário de Coordenação do Gabinete de Transição.

A Nota Oficial da Frente, que foi enviada ao editor esta manhã, é assinada pelo deputado Takayama.

4 comentários:

Anônimo disse...

Se o Onyx Lorenzoni e o Magno Malta não mostrarem resultados, poderão ser os primeiros a cair. Em toda a equipe dele, são os menos técnicos e os mais políticos. É importante ter alguém político experiente para ligar com a câmara e o senado, mas se não melhorarem a postura, os discursos e os resultados poderão durar pouco. Precisam se esforçar para serem mais técnicos pelo menos na imagem. Por que o nível dos ministérios aumentou muito comparado com os últimos 3 ou 4 governos.

Anônimo disse...

O editor amestrado quer, mais uma vez, tegiversar. As críticas ao Onyx se devem, fundamentalmente, aos caixa 2 recebidos da Odebrecht. O resto é desculpa de bolsomínios para justificar a corrupção dos seus protegidos!!!

Anônimo disse...

O alvo é o governo Bolsonaro. Primeiro foi o general Mourão, depois o Guedes, agora o Onyx, quem será o próximo?

Anônimo disse...

Vai lavar a boca com Carolina pra falar no nome Bolsonaro seu verme