Atividade do comércio despencou 2,3% em maio sobre abril, diz Serasa

A foto é da Folha de Londrina, disponibilizada no Google.

O Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio recuou 2,3% na passagem de abril para maio, já descontados os efeitos sazonais. O indicador é construído a partir do volume de consultas mensais realizadas pelo comércio à base de dados da Serasa. 

A queda no movimento de consumidores nas lojas do país foi influenciada pela greve dos caminhoneiros, embora o indicador tenha registrado ligeiro recuo na leitura anterior (-0,2%). 

A maior taxa de retração foi do segmento de veículos, motos e peças (-10,3%), seguido pelo de combustíveis e lubrificantes (-6,5%). Também apresentaram recuo os segmentos de material de construção (-1%), de móveis, eletroeletrônicos e informática (-0,5%) e o de supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas (-0,1%). Apenas o segmento de tecidos, vestuário, calçados e acessórios apresentou ligeira expansão (0,1%).