José Paulo Kupfer, O Globo - Ação da gravidade

Quando a recessão acabou, em dezembro de 2016, exceto a liberação do FGTS, nenhuma das reformas do governo hoje aprovadas estava em vigor.

A mais longa e profunda recessão registrada na economia brasileira terminou no quarto trimestre de 2016. Iniciada no segundo trimestre de 2014, a retração durou 11 trimestres, tanto tempo quanto a de 1989-1992. Com recuo de 8,6% do PIB no período, foi tão profunda quanto a de 1981-1983. 3

Além de ter sido a mais longa e profunda, a saída da recessão de 2014-2016 está sendo mais lenta do que o ritmo observado nas crises anteriores.

Estas são conclusões do Comitê de Datação dos Ciclos Econômicos (Codace), entidade independente, abrigada na Fundação Getúlio Vargas (FGV-RJ), formada por sete especialistas, sob a coordenação do ex-presidente do Banco Central Affonso Celso Pastore.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

4 comentários:

Anônimo disse...

Parei de ler já no início.

Anônimo disse...

ENTÃO não foi mérito de TEMER e muito menos seria de Dilma caso ficasse. A recessão estagnou por NOSSAS NECESSIDADES EMINENTES!

CONCLUSÃO DA LEITURA: Fomos achatados pela DILMA/LULA com a contribuição da CF/1988. A classe média que produz riquezas, aquela que não vive as custas dos "recursos públicos", ficou colocada horizontalmente num só nível, e para baixo. Logo, crescimento ainda não está aparecendo. Correto texto!




Anônimo disse...

OS "NINHOS DAS SERPENTES" do Brasil estão localizados nos TRIBUNAIS SUPERIORES: TSE-Tribunal Superior Eleitoral, STF-Supremo Tribunal Federal,
STJ-Superior Tribunal de Justiça e TCUs-Federal e estaduais.
A intervenção militar terá como TAREFA NÚMERO UM desmontar, extinguir estes ninhos de cobras e prender todos os seus pais e filhotes que legitimam todos os crimes praticados no Brasil e deles tiram beneficios econômicos fraudulentos com o comércio escancarado de sentenças favoráveis as quadrilhas amigas amplamente conhecidas.

Justiniano disse...

Temer acabou com a maior recessão econômica, reduz a inflação a níveis de país de primeiro mundo, abaixo de 3% e reduziu a taxa Selic a 7,5%.

Temer botou focinheira no bancos que agora tem que colocar o capital a serviço de empreendedores e empresários, porque acabou a farra com dinheiro emprestado ao governo. Eliminou todas verbas para esses blogs sujos e boquinhas do PT.