Governo faz pressão, mas deputados não aprovarão salários extraordinários para os procuradores da PGE

O governo tentará votar na terça-feira o projeto que prevê honorários suplementares para os procuradores da PGE, toda vez que eles obtiverem êxito em processos dos quais for parte o Estado.

Os deputados, com razão, não querem aprovar a proposta.

Os procuradores da PGE são os que mais altos salários já apuram todos os meses no RS.

E querem mais.

O governo não tem os 28 votos que precisa e jamais conseguirá êxito.

Os procuradores ameaçam retaliar o governo Sartori, mas não conseguem retaliar a Assembléia.

Caso insistam em fazer corpo mole, nada impedirá que o governo acabe com a PGE e passe tudo para a Casa Civil, usando advogados da própria pasta e indivíduos terceirizados.

12 comentários:

Anônimo disse...

PARECERISTA DO GOLPE AGORA TEM VERGONHA DA ESCRAVIDÃO DE TEMER
José Cruz
O jurista e ex-ministro da Justiça Miguel Reale Junior, que avalizou a peça jurídica usada para legitimar o golpe que destituiu Dilma Rousseff, agora diz que tem vergonha da portaria de Michel Temer que facilita o trabalho escravo no Brasil; "Essas medidas contentaram a bancada ruralista, mas envergonham o País", disse ele em artigo neste sábado
4 DE NOVEMBRO DE 2017 ÀS 07:33 // TV 247 NO YOUTUBE Youtube

Anônimo disse...

Amém.

Unknown disse...

Estes marajás precisam um banho de iniciativa privada!!!
"Vão trabalhar, vagabundos"!!!

Anônimo disse...

Procuradores canalhas...mil vezes canalhas! Aposto que a maioria está ligada à esquerda do atraso!

Anônimo disse...

Não vejo qualquer problema em demitir os procuradores da PGE caso resolvam se rebelar é não trabalhar. Não há qualquer legislação que impeca demissão de servidor por abandono de emprego. Ademais a NCPC apenas possibilita o recebimento de sucumbência,não determina, ficando a critério de cada estado decidir.

Anônimo disse...

polibio
isso aí é mais um escandalo da coisa pública, esses servidores como outros de outras instituições e estatais e companhias de tudo que é tipo, fazem e fizeram do setor público, a casa a mãe joana, onde tudo o que entra ou é arrecadado, é para os próprios funcionários

existem aberrações de de tudo que é tipo, coisa inacreditavel para o setor privado, que tudo paga e banca esses filhotes do serviço público

e aina vem com essa história de parcelamento, gente que ganha muito mais que o mercado produtivo e aposentadorias, na média acima de 10.000 mil reais

polibio é hora de botar a folha de pagamento na rua para os cidadãos comuns verem o que acontece nessa vergonha chamada serviço público

essa gente tem regalias que nem o mais rico dos países da europa tem para os seus

chega de mamata com o trabalho e o dinheiro do bolso do cidadão e do setor que produz

os salários dos funcionários públicos, das estatais e as tais de companhias de tudo que é tipo, são uma afronta a cidadania, ou o governo acaba com essas regalias e privilégios, ou o governo acaba, como na verdade já acabou, mas o cidadão não vai mais aceitar a pagar essa conta para o coorporativisto e o locupletamento de poucos
chega desses marajás que criaram no serviço público, sem contar que muitos não tem sequer o ensino funamental e recebem na média acima de 5.000 mil reais

acha saco, isso tem que acabar

Anônimo disse...

Com o exemplo do RS é possível que os outros estados também acabem extinguindo o direito à sucumbência. Correta a AL do RS

Anônimo disse...

As sucumbências são verbas públicas para investir em saúde etc. Jamais podem ser destinadas a uso particular.

Anônimo disse...

Não tem alguma vírgula na lei pra botar esta turma na cadeia?
Quando querem acham.

Anônimo disse...

Quem colocou o jabuti na copa da árvore?
Foram eles mesmos,quando da reforma do CPC
Fizeram uma reforma conveniente.
Uma reforma que veio à luz depois de pronta definitivamente.

Anônimo disse...


Terceirizem a defesa do estado e licitem a cobrança da dívida ativa.

Cada Procurador tem de fiscalizar o trabalho e cobrar as metas dos privatizados.

A receita do estado triplicará nos 43 bilhões que apodrecem nos escaninhos e não recebe porque a canalha não trabalha e não deixa os outros trabalhar e cobrar.

CPI já !!

Tribunal de contas em cima dessa esculhambação generalizada que quer furar o Teto constitucional.

Teto só pros outros ... né ?!!

Anônimo disse...

Ao petralha primeiro que escreveu..golpe e quando alguém sai sob ameaça ou a força seu cavalo...no caso da Dilma carabina foi a lei que tirou ela seu animal