PGR e AGU querem autorização do STF para Enem aplicar nota zero para quem falar mal dos direitos humanos

Em outubro, o TRF1 acolheu demanda do movimento Escola sem Partido, que pediu tutela judicial contra a aplicação de nota zero para os alunos do Enem que quiserem falar mal dos direitos humanos nas redações de amanhã, domingo.

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu nesta sexta-feira ao Supremo Tribunal Federal (STF) a suspensão de decisão da Justiça Federal (TRF1) que proíbe zerar notas de redações do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017 que ofendam os direitos humanos. Mais cedo, a Advocacia Geral da União (AGU), que representa o governo junto à Justiça, também pediu a suspensão da decisão que proíbe zerar a nota. A ação da PGR, que não é parte no processo, foi tomada por iniciativa própria de Dodge e independe da ação da AGU.


Para a PGR, a decisão gera insegurança jurídica aos candidatos que, segundo ela, haviam se preparado para a prova com base em regras válidas desde 2013. Dodge reforça o pedido lembrando que a prova está marcada para este domingo (5).

14 comentários:

Anônimo disse...

A nota zero é pra quem falar mal dos ddhh. Não há insegurança. Quem falar bem não leva zero.

Anônimo disse...

Deveriam se preocupar com a corrupção que assola o país.

Direitos dos manos é só lenga lenga dos garantistas da OAB.

Vide nossa ministra escrava que ganha 30 mil....

Anônimo disse...

É por isso que sou contra Brasília.

Lá de dentro sai cada aberração. Temos que arcar com o custo daquele hospício.

Para os que são contra o separatismo, como respondem ao antro de comunistas que tem lá dentro??

Direitos dos manos a coisa mais comuna que existe.

Anônimo disse...

Então quer dizer que já houve vazamento sobre o tema da prova de redação, e que o assunto tratado será sobre o "direitos dos manos", e que os candidatos não podem expressar a suas opiniões terão que expressar a opinião que a esquerdalha defendora da bandidagem comunga?!

SÓ BOLSONARO PRESIDENTE PRA COMEÇAR A FAZER A FAXINA QUE ESTE PAÍS PRECISA!

Anônimo disse...

NOTA ZERO NÃO EXISTE EM NENHUMA PROVA, MESMO SE A PROVA FOR DEIXADA EM BRANCO. É COMO CORRUPÇÃO GENERALIZADA EM TODOS OS PODERES > NÃO EXISTE.

Anônimo disse...

Isso é o que se chama de verdadeira corrupção. A corrupção da mente.
Quem pensa diferente é penalizado, não importa que a sua redação esteja impecável sob todos os aspectos. Se a sua opinião - veja opinião, não conhecimento - for contrária à opinião dominante do pensamento único, o aluno está ferrado, não importa seus argumentos.

Anônimo disse...

Direitos Humanos serve apenas para proteger crime de comunista ou crimes que favoreca ao comunismo, por isso eles protege o bandidismo, pois marx preconisa q a sociedade burguesa deve ser destruida, se o banditismo destroi a sociedade esta tudo beleza para os direitos humanos, agora se vc acusar um comunista e provar os crimes deles, dai os direitos humanos tew chamam de ditador de nazista, etc, vejam o que estao fazendo com #Bolsonaro2018 para entender do q se trata

Anônimo disse...

pois eu falo na frente do Luis Flux se ele quiser `direitos humanos e` fraude`

Anônimo disse...

Em outras palavras, em vez de se corrigir a língua portuguesa do candidato ou a estrutura lógico-argumentativa da redação, vão simplesmente corrigir as idéias dele! Típico da polícia do pensamento ou da patrulha ideológica. Além disso, sob o manto dos D.H., há a ideologia de gênero, o aborto, a liberação das drogas, a criminofilia, etc. Quem criticá-los também levará zero e sofrerá as medidas "judixiais" cabíveis?!

Anônimo disse...

Os avaliadores das redações deveriam analisar apenas o que lhes compete. Liberdade de expressão ainda existe neste país. Se o estudante tiver uma opinião considerada, por exemplo, fascista, pelos tais direitos humanos, mas a sua redação estiver bem construída, se não houver fuga do tema, é óbvio que não pode levar zero. Agora os "direitos humanos" vão querer bancar a "polícia do pensamento" do livro 1984, de Orwell?

Anônimo disse...

E falar bem é ser politicamente correto, correto? Ah, essa mentalidadezinha de esquerda que só quer saber de doutrinar as crianças desde cedo não suporta liberdade de pensamento, de expressão, liberdade nenhuma.

Anônimo disse...

É exatamente isso que essa cambada dos direitos dos manos pretendia! O STF já acabou com o delírio deles.

Luiz Vargas disse...

Ofender ou contradizer o discurso único que é a vontade dos esquerdoPaTas?

Gilson Carvalho de Oliveira disse...

Palhaços comunistinhas de araque.Só querem viver as nossas custas!