Greve do Cpers completará dois meses neste domingo

A greve dos professores do Estado do Rio Grande do Sul completa dois meses neste domingo. O último dado do governo do Estado aponta que somente 76 escolas gaúchas, de um total de 2.545 instituições, estão totalmente paralisadas. Já o Cpers diz que a adesão à greve é maior, e que diversas instituições funcionam parcialmente.

Por força de decisões judiciais, o governo não pode cortar o ponto, não pode demitir e não pode cortar salários de nenhum grevista, mesmo que a greve prossiga pelo século adiante.

10 comentários:

alex silva disse...

E que siga até esse gringo se ligar e dar valor aos professores.

elias disse...

É isso ai Alex Silva

Parasita do povo!

Anônimo disse...

UME VERGONHA DESTE MST DE PÓ DE GIZ.ABSURDO TOTAL.NO GOVERNO DO PT ELES NUNCA FAZEM ISSO.NUNCA.QUADRILHEIROS.

Anônimo disse...

Por outro lado, não são dois meses sem cartilha marxista, sem ideologia de gênero, sem abortismo e sem droguismo?

Anônimo disse...

Exatamente.

Anônimo disse...

Perguntar não ofende : Os filhos dos "lideres"da CPERS estudam em escolas públicas?

Anônimo disse...

Sindicato aparelhado ridículo. Ficaram mudos, domesticados nos DESgoverns Olívio e Tarso, agora são arautos da luta pela qualidade do ensino. ZERO credibilidade

Anônimo disse...

E enquanto isso forma-se cidadãos como vocês, ignorantes educacionais!

Anônimo disse...

Anônimo das 17:19 hs , vc sabe quem criou o piso nacional dos Professores?VC sabe que ele foi governador de seu Estado e não cumpriu o que ele criou?Como ele não cumpriu ele respeitou os Professores?Quantas greves da CPERS teve no desgoverno desse cidadão. Aposto que vc era um dos que batia palma.Deixou o seu Estado quebrado e vc vai cobrar do sucessor?

Anônimo disse...

O Pinoquio Atraso Genro que assinou a lei e não cumpriu é que deu o valor!!!!!?????