Artigo, Percival Puggina - O Brasil é o meu País

Numa época em que tantos procuram deixar o Brasil, certos conterrâneos descobriram no separatismo um modo de ir para o exterior permanecendo onde estão. De lambuja, economizam a passagem, evitam problemas de imigração e, numa solução tipicamente brasileira, reabilitam o crédito mudando a razão social.

A tese se manifesta em pontos de vista bem conhecidos: “Sinto-me mais gaúcho do que brasileiro”; “Moro no Brasil que deu certo”; “Estou cansado de sustentar o Norte, o Nordeste e o Centro-Oeste”; “Chega de ser governado pelas elites nordestinas”.

Pois é. Durante 90 dos 127 anos de república o governo brasileiro esteve confiado a paulistas, mineiros, cariocas e gaúchos. Só o Rio Grande do Sul, com 38 anos na presidência, comandou o país por mais tempo que as outras duas dezenas de estados que “não deram certo”

(Cruzes!).

CLIQUE AQUI para ler tudo.

26 comentários:

Anônimo disse...

SP, RJ, MG e RS, os únicos estados que tiveram e ainda têm relevância política no Brasil.

Anônimo disse...

Puggina porque não te calas?

Anônimo disse...

EU quero que o Brasil prossiga, pois sinto-me feliz ao trabalhar 180 dias no ano para pagar impostos. E de quebra sinto orgulho de ver o apartamento do Geddel recheado com 52 milhões oriundo de meus impostos.

Viva o Brasil!!!


Amo ver a Odebrecht roubando e mandando no país.

Esse é o meu país.

Anônimo disse...

Puggina, faltou o lado econômico.

Até os anos 90 o RS produzia calçados, cigarros e fumo. Toda nossa indústria foi dizimada, seja o setor coureiro calçadista com ecochatos que fecharam os curtumes, seja pelo lixo de justiça do trabalho lá de Brasília com a turminha de socialistas do lula e FHC ....... Fora a guerra fiscal do nordeste amplamente defendida pela ampla turma de políticos do nordeste.

Hoje só plantamos fumo a duras penas e quando ambientalistas o deixam fazer. Emportamos fumo para o PARAGUAI que fabrica os cigarros com as máquinas que eram do RS.

NÃO DÁ MAIS PARA ESCONDER A SUJEIRA EMBAIXO DO TAPETE. A BOMBA VAI EXPLODIR. NÃO ADIANTA VIR COM BRASILIANISMO DA REDE GLÓBULO.

Anônimo disse...

Também é o meu por falta de recursos para ir embora.

Anônimo disse...

Iraque de Janeiro é uma favela que nem o exército sobe lá.

Até quando teremos que sustentar um exército para "defender" as riquezas da Amazônia???

Quando poderemos explorar estas riquezas???

Ou essas riquezas são de meia de dúzia de bilionários??

Acordem, o Brasil é uma farsa.

O nióbio é da família Moreira-Salles, Itaú-Unibanco. Não é do povo brasileiro.

Anônimo disse...

Não tem nem grana para pagar os aposentados do INSS.

Guerra civil no ES e no RJ.

O Brasil acabou.

Pagamos mais de 70 bilhões em impostos somente o RS e nos mandam 14 bilhões para gerir o Estado.....

O SUL É MEU PAÍS.

Anônimo disse...

Puggina se informe sobre o movimento..

O movimento não é anti-brasileiro, mas anti-Brasília.

Defecando pela boca sem saber da causa.

Se acha ruim se mude pro RJ. Cabral, Garotinho, Cunha, a mãe da dilam e Cia te esperam lá.

Anônimo disse...

Teremos outros 200 países para comercializar. De fome não morreremos e de quebra nos livramos de Brasília.

Anônimo disse...

A sede da Gerdau já "mudou" de país...

Anônimo disse...

Nossos presidentes foram corretos, não puxaram a brasa para a nossa sardinha.
Acho que o Puggina se equivocou nessa.

Anônimo disse...

Movimento separatista é risível. E pensar que um dia já o apoiei. Quando se começa a estudar mais, economia, política, se percebe que um país com os estados do sul não tem a menor chance de dar certo. Primeiro que o sul é um celeiro fértil de caudilhos. Aspirantes a populistas não faltarão aqui. Aliás, fico pensando a quem realmente interessa separar-nos do resto do Brasil. Segundo são estados muito menos industrializados que outras regiões do país, sobreviveríamos da agricultura, pois a maioria das empresas em caso de secessão se mudariam para São Paulo, onde o progresso realmente reside. Não é preciso de separar do resto do país para fazer a revolução. É preciso sim parar de achar que o Estado é resposta pra tudo! Menos estado e mais liberdade é o que nos trará uma vida melhor.

Anônimo disse...

nossa, que discursinho patriotico cafona...

quase choro de emoção quando leio esse tipo de texto mimoso...buááá

me enrolo na bandeira do Brasil e choro...buáááá

Anônimo disse...

kkkkkkkkkkkkk anônimo 13:16


Temos que ser patriotas enquanto roubaram e saquearam o país e nem sequer devolverão o dinheiro.

Patético Puggina.


Buááááááááá

mimimimimimimimi

Anônimo disse...

os lulopetistas larapios eram os que mais faziam discursinhos patrioticos cafonérrimos como esse ai...

no entanto, foram os que mais saquearam o país à quem eles tanto declaravam "amor"...



Anônimo disse...

O BRASIL vinha bem, aos trancos e barrancos , mas vinha crescendo . À partir dos governos populistas do PT, de Lula e Dilma, com a corrupção desenfreada , os inúmeros " programas sociais " , a gestão irresponsável , o País voltou ao fundo do poço , do qual teremos que sair. !!!

Carlos Alberto Pessoa de Brum disse...

I - PLEBISUL OU PORQUE SOU BRASILEIRO
Este papo de separação do SUL do Brasil é mais um golpe da esquerda. Já pensaram o que este povo de bombacha e cuia faria? Se já votaram 28 anos nos comunistas do PT para Porto Alegre, criaram a malfadada Cidade Viva e acrescentaram 8 anos de Governo do Estado, o que não fariam para conquistar mais um País? Não, a mim não enganam. E separar para que Porto Alegre seja a capital mais violenta, entre as capitais da América do Sul? E tem mais, os dois hinos, o do Rio Grande e do Brasil são lindos. Quero continuar cantando os dois. Continuarei pensando sobre isso. Esperem.

Anônimo disse...

Quanta desonestidade em um textinho tão pequeno... o autor se junta aos "comentadores" (desesperados) desse blog ao tentar argumentar que o RS seria mais dado a ideias de esquerda do que o resto do Brasil, o que é uma inverdade sem tamanho, na verdade várias tendências liberais e de direita que se manifestaram por aqui durante décadas foram reprimidas pelo paradigma político do brasil... separando com certeza o leque ideológico se expandiria muito na política local, não ficariamos restritos a esse eterno PT x PSDB... e se não fosse pela contribuição do sul na política nacional muito provavelmente o brasil estaria em piores condições (ainda piores) do que está hoje.


"ao sabor das paixões de cada momento" Puggina? Deixa ver: primeira tentativa em 1835... nas últimas 4 décadas não faltaram outras... Não dá pra acusar de oportunistas...

Carlos Alberto Pessoa de Brum disse...

II - PLEBISUL E O ESFORÇO DE GUERRA.
Levada à efeito a separação do SUL, o próximo passo será o enfrentamento armado. Ninguém é tão estúpido ou ingênuo, que possa imaginar que Brasília - o Brasil - engolirá tranquilamente esta cirurgia econômica e geográfica. Se assim aceitar, logo será São Paulo, Pernambuco e Bahia, e do Brasil, restará o Acre. Então, será necessário um ESFORÇO ECONÔMICO DE GUERRA imediato. O Estado do RGS sem pernas para pagar seus compromissos primários, terá que punir os gaúchos com retiradas de impostos para equipar a Brigada. O Comando Militar do Sul ficará leal à Brasília, tenham certeza disto. E haverá muito sangue derramado. Continuarei pensando sobre isso. Esperem.

Carlos Alberto Pessoa de Brum disse...

III - PLEBISUL OU A LUTA EQUIVOCADA
Parece-me muito claro que este grupo que quer a separação do Sul brasileiro está cheio de boas intenções, mas equivocado. Como a dissolução da integridade do Brasil é "Cláusula Pétrea" da Constituição, perder tempo com este radicalismo perigoso é fechar os olhos para a verdade. E a verdade é que o "Pacto Federativo" do Brasil está errado.E ele não é PÉTREO. É discutível, podendo ser maleável. Abraçar esta ideia e desfraldar esta bandeira, além de pragmático, é bem mais inteligente para nós. Repetir os Farrapos de 1835 é muita burrice. Continuarei pensando sobre isso. Esperem.

Carlos Alberto Pessoa de Brum disse...

Querem discutir sobre um novo país? Certo. Mas só depois que botarmos ordem neste país que já temos. Simples.

Anônimo disse...

os catalaes nao deixam de ser espanhois, apenas por estarem separados, a espanidade e` muito maior q qualquer fronteira

Façanha, o advogado do povo disse...

A Dinastia de Bragança, a Maçonaria e os Positivistas, souberam erigir esse País que agora estamos desagregando, destruindo.
No Brasil o mal social advém do brutal desemprego, do descontrole da natalidade; para tais não existe POLÍTICA GOVERNAMENTAL, aliás, existe Governo nesta terra de corruptos?
Como é difícil não votar em branco nas eleições, única forma de não ser cúmplice...Participar desse baile de máscaras, apoiar um sistema perverso, acoitado pelo anonimato...
A portentosa taxa de homicídios tem tudo a ver com o DOMÍNIO DO TRÁFICO de Drogas e Armas neste Brasil; esse exército mafioso se mata livremente, com a gana dos desesperados.
Não são assassinatos, são execuções.
Atolados nesse mar de sargaço, qual de nós pode gritar: "TERRA À VISTA"?
Tem gente gritando "Lula à vista".
Gritam e aclamam BOLSONARO 2018!
É ou não é o APOCALIPSE brasileiro?!

Anônimo disse...

Falando sério: será que o resto do Brasil vai sentir a nossa ausência? O RS não existe faz tempo no contexto nacional.

Anônimo disse...

AME-O OU DEIXE-O (se for capaz de ficar sem o jornal federal, as novelas das seis-das sete-das nove-das onze & não-vale-nada, viva-morra, e melhor-de-tudo-todos - pedro cheiradinho)... FALANDO SÉRIO AGORA: teríamos uma boa terra, com o aqüífero Guarany embaixo !

AHT disse...

Não é fácil desfazer crenças, lendas e falácias. Com perseverança e determinação é possível.

"O Brasil é meu país", escrito pelo arquiteto, jornalista e escritor Percival Puggina, é um texto lúcido. Há luzes que devemos acender e levar até aqueles que precisam encontrar o caminho para sair do escuro túnel onde o tempo parou e o ventilador foi desligado. Entre os viventes nesse túnel, alguns conseguem ler em voz alta e diretamente da própria memória, compartilhando com os demais e atentos ouvintes a história do povo gaúcho. Entre outras obras e folhetins, destaque para a épica obra ficcional "O tempo e o vento", de Érico Veríssimo.

A memória humana falha. Lendas e realidades são confundidas e deturpadas. Os épicos reais ou ficções e até os fatos menores da história são equivocadamente interpretados e sofrem alterações, criando-se e propagando novos mitos e falácias. Enfim, não será nenhuma surpresa se essa “autolavagem cerebral coletiva” chegar a expressar e se ufanar dessa simples, porém incontestável e universal verdade:

“Somos um modelo para o Universo!”

Modelo a toda a Terra, já faz tempo que é.


AHT
14/11/2017