Apesar da crise fiscal, receita do ICMS volta a crescer em setembro no RS

Apesar de todos os problemas, o governo gaúcho conseguiu emplacar novo aumento real na arrecadação do ICMS, desta vez de 3,8%, quando ajustada pelo IGP-DI. A variação nominal foi de +2,3%. Quando ajustada pelo IPCA, no entanto, o resultado é de -0,4%.

No ano, sob qualquer ajuste que se fizer, a receita ainda é positiva: 3,5% (IGP-DI) e 1,3% (IPCA), mas 5% de avanço nominal, no frigir dos ovos.

No mês de setembro, o valor nominal da arrecadação foi de R$ 2,6 bilhões.

No ano, foram R$ 23,5 bilhões.

Os dados poderão sofrer pequena alteração, porque o editor apurou-os esta manhã, quando o total do mês ainda não estava completamente fechado.

4 comentários:

Anônimo disse...

Tudo culpa da crise maldita, assim dizem os 3 % dos que fazem nada. Enquanto isso, vê-se a desigualdade aumentar e apenas uns são os privilegiados, como diz PHA "não vem ao caso".

Anônimo disse...

O RS, na parte privada, é ótimo.
O problema são os barnabes, que raspam o tacho.

Anônimo disse...

A receita pode aumentar a quantia que quiser que onde o PMDB administra nada é suficiente

Anônimo disse...

Parabéns auditores-fiscais; mesmo com salários parcelados, seguem honrando suas atribuições.