Opinião do editor: A crise da segurança pública gaúcha tem nome e sobrenome.

O editor percorreu boa parte das ruas do bairro Petrópolis (os dois lados da Protásio Alves) sexta-feira a noite, rodou no sábado por todo o trajeto das avenidas Ipiranga, Nilo Peçanha, Protásio e Goethe, mais Padre Chagas, e no domingo passou a tarde no Parcão, tudo em Porto Alegre.

E não encontrou um único brigadiano no caminho. Ninguém os encontra em lugar algum do RS. A não ser que chame, depois que foi roubado, furtado, baleado ou agredido.

Isto ocorre desde que o governador Ivo Sartori assumiu o Piratini. Ele é diretamente responsável pela insegurança pública gaúcha.

E não diz o que fará para reduzir a criminalidade e esta pavorosa sensação de insegurança pública.
O caso não é de incompetência da Brigada Militar ou de omissão total do secretário da Segurança Pública, mas de responsabilidade do governador Ivo Sartori.

Ele já está há quase dois anos no Piratini e não mostra norte algum que tranquilize a população do seu Estado.

Isto é inaceitável.

O que mais assombra é o silêncio sepulcral da mídia, das instituições e das lideranças da sociedade, inclusive OAB, Ajuris, MJDH, Federasul, Fiergs, Partidos, em relação à responsabilidade direta do seu governador.

28 comentários:

Fernando disse...

Concordo plenamente com o editor.

Anônimo disse...

Que que houve Polibio?
Desde o início da gestão sartoriana ele já demonstrava sinais de "controle absoluto de gastos"...e dava a entender que segurança pública não era prioridade... e sim o tal balanço positivo da situação fiscal... a tal crise financeira.. de lá pra cá foi só aumentando a violência e a sensação de insegurança... A casta privilegiada continuou tendo seus aumentos... verbas indenizatórias.. adicionais disso e daquilo ... auxílio e o escambau...
E "investimento" em segurança .. zero...

Deu no que deu...
O sr. Polibio também não viu isso.. agora que se deu por conta no que o Rio Grande do Sul virou... O Paraíso dos Ladrões

Anônimo disse...

Logo logo esse canalha vai lançar um pacotinho de segurança pra calar a boca de qquer midia....

Anônimo disse...

Incompetente, que safra de péssimos governadores o RS teve e tem.

Anônimo disse...

Parabéns Polibio, es um dos poucos que encherga em questão de segurança no estado, 2 anos de governo e nada de reposição de efetivo, por ano são mais de 3 mil soldados entram pra aposentadoria, estão terminando com a brigada militar.

Anônimo disse...

Queremos segurança, governo lixo.

Anônimo disse...

Desgoverno total, 40 dias sem aula a educação, sem investimento em segurança, vergonha.

Anônimo disse...

E o mercado de seguranca privada cresce em ritmo acelerado. Interessante. Será que Nao tem o dedo de algum servidor público. Acho que não. O estatuto do servidor público proíbe tal iniciativa. Vivemos num conto de fadas estadual.

Anônimo disse...

É uma lástima as proporções que violência e insegurança tomaram. Em Porto Alegre é impossível sair à noite. Muito em breve, se o chefe do Executivo não tomar nenhuma medida, essa mesma situação vai tomar conta de todo o Estado. E recuperar a ordem, depois, será praticamente impossível. Logo vem um pacote de medidas do governador, e muito provavelmente será algo como as demais atitudes: com calma, tranquilidade e serenidade. Resta saber para quem estes adjetivos são direcionados. Resta à população o reforço mínimo da segurança, no pacote que será parcelado (novamente). Ao que tudo indica, inferior a um policial por cidade.

Unknown disse...

O governo Sartori está sendo marcado por uma "dívida de vida" com a sociedade gaúcha.

Anônimo disse...

hheh, chore de barriga cheia meu caro polibio, vc deveria conhecer e morar no nordeste entao, hehhehe, policia no nordeste é algo raro de se ver, só ha alguns no centro perto da praia onde tem turisytas e assim mesmo é raro de se ver um, heheheh, o sul comparado a outros estados é ainda um paraiso, as nossas fronteiras foram escancaradas em 13 anos- as drogas e armas entraram a rodo,o q esperar do pt aliado da bolivia maior produtora de drogas do mundo, aliado das farc, do paraguai, - drogas e drogas, pois é, ja era, e agora neste misERê entao- pt saudaçoes, se antes estava ruim agora entao foi pro brejo, depois de 13 anos soh restou rombo astronomico pra todo lado, quem sabe vc dah a soluçao p o governador, ou aponte ai uma luz, sem grana é impossivel governar, heheh, aumentar impostos nem pensar, heheheh, e aí

Anônimo disse...

Vamos toda para a FDRH, lá estaremos seguros com os empregados da fundação. Sartori investe pesado lá.

Anônimo disse...

Também não vejo nada mídia nada sobre o motivo pelo qual um criminoso é preso 40 vezes. Quem soltou e qual o motivo?

RICARDO disse...

NÃO SE MANIFESTARAM QUANDO O GOVERNADOR GRILO FALANTE PETRALHA ESTAVA NO PODER, AGORA NÃO TEM CORAGEM DE CRITICAR. TUDO FARINHA DO MESMO SACO, CONIVENTES E OPORTUNISTAS.

Anônimo disse...

Sartori mande o projeto de extinção da FDRH agora na convocação extraordinária , não perca mais tempo e dinheiro com esta fundação que nada serve para o gaúcho e já possui o mercado privado para desempenhar suas funções.

José Luiz Rizzotto disse...

O caso é o seguinte: a insegurança pública - principalmente em Porto Alegre - teve seu treinamento incrementado durante o governo Tarso, agora puseram em pratica esse aprendizado, foram bem assimilados.

Anônimo disse...

Que os amigos leitores dêem sugestões sobre O QUE fazer. A sociedade precisa reagir, e mostrar para a escoria politica que eles devem se ajoelhar diante dos que os pagam.
Esse homem senil e omisso é a mais patetica e lamentavel figura que o RS produziu.

Anônimo disse...

Para o Sartori o povo é LIXO, só serve para pagar impostos, dar os votos, salário e status para ele. O que surpreende é elemento com tais características malignas ter sido eleito tantas vezes.Também o que causa
surpresa é nenhum parente de pessoas assassinadas ainda não ter
acertado as contas pessoalmente com este elemento.

Anônimo disse...

E as Lojas Renner da Pe Chagas como fica?

Sheila disse...

Acho que a Brigada amiguinha do Tarso Genro, ficou mordida com a "despromoção" dos oficiais promovida por Sartori...e que Tarso tinha implantado antes de sair.

Anônimo disse...

"A casta privilegiada continuou tendo seus aumentos... verbas indenizatórias.. adicionais disso e daquilo ... auxílio e o escambau...
E "investimento" em segurança .. zero... "

A "casta privilegiada" está sem reajuste há 2 anos (oficiais de justiça, técnicos judiciários...)e o Poder ao qual ela pertence devolveu aos cofres públicos mais de 400 milhões de reais, em 2015. Se esse gringo abobado não tem competência pra administrar esta quantia que lhe foi devolvida, isto é problema dele e também dos idiotas que se prestaram a votar neste sujeito que não tinha nenhum projeto pra apresentar.

Alberto disse...

Mas Dilma pedalou tranquila nas ruas de POA!

Anônimo disse...

Nessa, concordo em gênero, número e grau com o editor. Não dá para defender o indefensável.

Anônimo disse...

Onde está a brigada militar?
Porque os criminosos quando presos são liberados antes de quem os prendeu. Acredito que enquanto não tirarem os marginais das ruas, não será resolvido os problemas de segurança. Desta forma não chega mais 5000 policiais

Anônimo disse...

Cheiro de keromeu.....verba publicitaria

Anônimo disse...

Votar em gringo??? NUNCA MAIS, chega de CARANCHOS!!!!!!

Anônimo disse...

O importante que o termo “casta privilegiada“ serviu como uma luva...kkkkk

Anônimo disse...

Tiririca da Serra..Um imbeciloíde sem competencia... A mesma turba do Padilha...Bando de hipocritas