11 mil foram colocados sob suspeita no Bolsa Família do RS

Nesta entrevista ao jornalista Fábio Schaffner, jornal Zero Hora, o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, frevela que só no RS o enorme número de 11 mil beneficiários estão sob suspeita de receberem indevidamente o Bolsa Família. A arte ao lado é de Zero Hora do dia 27.

Em junho, o Bolsa Família complementou a renda de 13,8 milhões de famílias no País, sendo 400 mil no RS. A transferêncfia, neste mês, será de R$ 2,2 bilhões, R$ 58,8 milhões dos quais no RS.

Leia o que ele disse:

O senhor foi surpreendido com tantos cadastros sob suspeita?
Quando essa denúncia saiu, tínhamos 20 dias de ministério. Mas sempre alertei que havia muita gente no Bolsa Família. Em 2014, eram 14 milhões. Ou aumentou muito a pobreza no Brasil ou tem algum problema aí para se analisar melhor.

O que está sendo feito?
Montamos um grupo com os ministérios do Planejamento, da Transparência, o INSS, e ampliamos os cruzamentos de dados. Um dos problemas do programa é que ele é autodeclaratório. Basta a pessoa dizer que é pobre. Queremos que, quando a pessoa apresentar o CPF para o funcionário da prefeitura, já apareça se ela está ou não apta a receber o benefício.

Há falhas no momento de fazer o cadastro?
Quem faz o cadastro são as prefeituras. Então, sempre há chance de o servidor deixar passar algo. É um programa com uma entrada grande e uma saída pequena. Por isso, estamos planejando premiar os prefeitos que tiverem a maior proporção de pessoas saindo do Bolsa Família.

Isso não diminuirá a cobertura do programa?
Não há risco para quem usa o Bolsa Família. Vamos garantir que a pessoa possa voltar ao programa, se for necessário. O governo Dilma limitou a assistência a 14 milhões de famílias — isso gerou uma fila de espera com outras 500 mil. Vamos fazer um pente-fino, tirando quem não precisa e colocando quem não conseguiu entrar.

5 comentários:

Alberto/NH disse...

Gentalha e farra sem limites com o suado $$$ dos nossos impostos.

Anônimo disse...

É mesmo um absurdo! Sem contar os 10 mil mortos que recebiam. Recebiam e com certeza devia votar nos candidatos petistas também. Esta bolsa familia além do pente fino merecia uma bsitave séria CPI.

Anônimo disse...

Depois dizem que não houve compra de votos?Só ver o mapa.

Anônimo disse...

Meusdeusdocéu! Como tem pobre no RS!
Depois de 13 anos o governo petralha ainda não conseguiu alcançar a "distribuição de renda"? Mesmo com o "horriviu dutra" e o "atraso genro" governando o RS?
Que o ministro Osmar Terra encontre logo esses "pobres" e veja se realmente "precisam" das esmolas do governo, bancadas por nós, contribuintes otários.

Anônimo disse...

Esse governo é outro incompetente. Existem recursos diversos de informática para identificar esse escândalo de muita gente com alta renda não declarada recebendo bolsa família. Vai tomar no rabo quem pensa que alguém deve denunciar as irregularidades. Com altos salários e milhares de funcionários, que vão trabalhar e identificar as maracutaias que existem. Nós vemos na base que existem, e muito.