Corte de R$ 341 milhões do governo em recurso para subvenção ao seguro agrícola será debatido na Expodireto/Cotrijal

No ano passado, a senadora também esteve na Expodireto.


O corte de R$ 341 milhões do governo federal para a subvenção ao seguro agrícola neste ano e alternativas para auxiliar os produtores serão temas abordados em audiência pública da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do Senado nesta sexta-feira em Não-Me-Toque, no último dia da Expodireto/Cotrijal. O debate, com o tema “Seguro agrícola: custeio e renda, uma proteção para o produtor”, ocorre por iniciativa da presidente da CRA, senadora Ana Amélia (PP-RS).

Ana Amélia foi a autora da emenda que havia garantido mais recursos para o seguro agrícola. Com a tesourada do governo, o total de verbas previsto caiu de R$ 741 milhões para R$ 400 milhões.  

Este será o quinto ano consecutivo em que a comissão promoverá audiência na feira, sempre por iniciativa da senadora gaúcha. O debate está previsto para às 14h, no auditório central, com transmissão ao vivo da TV Senado e do Canal Rural.

A feira

A Expodireto Cotrijal, que é uma das principais feiras do agronegócio internacional, reúne mais de 530 expositores e movimenta os setores de máquinas e equipamentos para agropecuária, produção vegetal e animal, pesquisa, agricultura familiar, serviços, instituições financeiras e entidades. Na edição passada, a feira atraiu mais de 230 mil visitantes e 530 expositores. Na ocasião foram fechados R$ 2.182 bilhões em negócios. Ainda, representantes de mais de 70 países participaram da feira.

Um comentário:

Anônimo disse...

Esta Cotrijal e uma piada foi criada pelos exportadores de soja afim de defender seus interresses,os exportadores de soja teram R$19 bilhoes de lucro sem deixar nada para o estado pois graças a lei Kandir sao isentos de pagar impostos e os estados sao penalizados esta Ana Amelia e uma lambe botas defensora da bancada ruralista que aprova tudo no congresso em beneficios de poucos enquanto a maioria do povo paga impostos altos para sustentar este bando de fascinoras que se appropiaram da terra para beneficio propio.Fizeram recentemente uma beneficiadora de sementes com custo de 49 milhoes e totalmente robotizada nao gera nenhum emprego como ocampo que eles dominam com maquinas de ultima geraçao sem gerar empregos levando as pessoas a migrarem para cidades criando os bolsoes de miserias aumentando a violencia,um estado falido e outro estado rindo a toa sobre a miseria da populaçao da dó ver tantos politicos e a midia se lanbuzando nas migalhas que estes pulhas distribuem.