Renan insiste com voto secreto sobre Delcídio. Plenário poderá tomar a decisão final sobre o tipo de votação.

O presidente do Senado, Renan Calheiros, defende neste momento o voto secreto, contrariando a maioria dos oradores que se manifestaram em questões de ordem.

Os senadores gaúchos Ana Amélia e Lasier Martins defenderam voto aberto.

Caso Renan mantenha sua posição, o plenário poderá contrariá-lo.

O único petista que falou foi o novo líder do governo, que quer voto secreto.

4 comentários:

Anônimo disse...

Veremos até que ponto o representante das Capitanias Hereditárias irá mandar no resto dos senadores.

Anônimo disse...

O Onix, que nem senador é, todo pimpão no plenário fazendo papel de papagaio de pirata do Caiado, que sujeito patético.

Anônimo disse...

Essa é a solidariedade petista. Quando a Vovó Mafalda fazia acordos escusos, trampolinagens e roubava em favor da petralhada e do partido, ele era "herói do povo brasileiro". Agora que foi pego devido as maracutais, lagaram-no aos lobos. Ser petralha é isso aí! Cadê o "Xi Xi", que vem sempre "encher o saco" nesse blog, para defender a "véia" ou "os amigos pixulequentos"?

Anônimo disse...

E Paulo Paim? A favor ou contra o voto aberto?