ONU critica governo brasileiro e empresas por resposta "inaceitável" a desastre de Mariana

A ONU (Organização das Nações Unidas) criticou duramente o governo brasileiro, a Vale e a mineradora anglo-australiana BHP pelo que considerou uma resposta "inaceitável"à tragédia de Mariana (MG). E em comunicado divulgado nesta quarta-feira, e que traz falas do relator especial para assuntos de Direitos Humanos e Meio Ambiente, John Knox, e do relator para Direitos Humanos e Substâncias Tóxicas, Baskut Tuncak, a ONU criticou a demora de três semanas para a divulgação de informações sobre os riscos gerados pelos bilhões de litros de lama vazados no Rio Doce pelo rompimento da barragem, no último dia 5.

"As providências tomadas pelo governo brasileiro, a Vale e a BHP para prevenir danos foram claramente insuficientes. As empresas e o governo deveriam estar fazendo tudo que podem para prevenir mais problemas, o que inclui a exposição a metais pesados e substâncias tóxicas. Este não é o momento para posturas defensivas", disseram os especialistas no comunicado.

A ONU menciona a contradição nas informações divulgadas sobre o desastre, em especial a insistência da Samarco, joint venture formada por Vale e BHP para explorar minérios na região, de que a lama não continha substâncias tóxicas. E descreve com detalhes o desastre ecológico provocado pelo vazamento, incluindo a chegada da lama ao mar.


"As autoridades brasileiras precisam discutir se a legislação para a atividade mineradora é consistente com os padrões internacionais de direitos humanos, incluindo o direito à informação. O Estado tem a obrigação de gerar, atualizar e disseminar informações sobre o impacto ambiental e presença de substâncias nocivas, ao passo que empresas têm a responsabilidade de respeitar os direitos humanos", afirmou Tuncak.

8 comentários:

Anônimo disse...

DESASTRE DE CALAMIDADE QUE SE TORNA INTERNACIONAL, POIS A LAMA ADENTROU O OCEANO ATLÂNTICO ONDE ESPÉCIES MIGRATÓRIAS DE OUTRAS NAÇÕES VEM PARA PROCRIAR.

AINDA TEREMOS UMA INTERVENÇÃO INTERNACIONAL.

Anônimo disse...

A atuação do governo foi bastante típica: enfiou a cara no buraco e fez que nada teve a ver com isso.

Anônimo disse...

Nossos ambientalistas muito comumente são militantes de esquerda e a esquerda está com o rabo presíssimo no caso da Samarco, assim estão quietinhos , quietinhos e o mesmo ocorre com o Greenpeace que fez um alarde tremendo quando houve o vazamento de óleo do Exxon Valdez em 1989 na costa do Alaska. Ocorre que o vazamento do Alaska teve um volume de óleo 1.000 vezes menos do que o dos rejeitos da Samarco e o óleo por ser imiscível com a água e ter menor densidade do que ela ficou boiando o que permitiu remover grande volume do óleo vazado. Já no caso da Samarco o rejeito é muito fino e se dispersou por toda a água, portanto é quase impossível retirar o material da água, o Rio Doce literalmente morreu e o mar apenas está começando a sofrer os efeitos da contaminação. Temos talvez a maior catástrofe ecológica dos últimos 60 anos acontecendo e tentam colocar panos quentes, esconder a monstruosa calamidade e sequência de irresponsabilidades governamentais que permitiram este descalabro. Ao inferno com as esquerdas, tudo o que tocam além de destruir tentam esconder!

Anônimo disse...

Governo incompetente e Tabajara
Só pode dar nisso.

Anônimo disse...

Depois que privatizaram a Vale aumentou muito a eficiência e a produtividade dessa empresa no que tange a crimes ecológicos.

Anônimo disse...

A Presidente não é Juiz e nem Promotor. Ao executivo cabe aplicar multa administrativa, e o fez com o maior valor previsto. Cobrem do Ministério Público que fez um acordo com a empresa (TAC) para pagar 1 bilhão de reais como compensação para recuprerar o dano. O Governo Federal ingressou com uma ACP pedindo mais de 10 bilhões para recuperar o meio ambiente.

Anônimo disse...

Empresas estatais, sem donos, tendo sócios ose Fundo dos Funcionários, sem dono, destas estatais, se associam a empresas estrangeiras.

Em suma, governo multa empresas em que figura no capital social como dona. Governo multando o próprio governo.

Onde não tem dono não tem responsável.

Este é o SOCIALISMO brasileiro!


Anônimo disse...

Cadê o Lider Aécio Neces? Não está apoiando sua gente mineira?
Deve ser patrocinado pela Vele prá insustir em ficar longe de seu povo, nesta hora de necessidades