Cunha, desafiador: "Topo acareação com Camargo, mas exijo acareação de Dilma com Ricardo Pessoa e Youssef"

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), disse nesta segunda-feira (20) que aceita participar de acareação com o lobista Júlio Camargo, que disse ter pago US$ 5 milhões em propina ao peemedebista, mas defendeu que outros políticos também sejam acareados com delatores da operação Lava Jato. Cunha citou a presidente Dilma Rousseff, o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, e o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social, Edinho Silva, todos do PT.

Eis o desafio do deputado:

- Não tem nenhum problema. Pode haver acareação com quem quiser. Mas aproveita e chama o Mercadante e o Edinho Silva para acarear com o Ricardo Pessoa e a Dilma para acarear com Youssef (doleiro Alberto Youssef).

Ele disse isto ao deixar almoço com líderes peemedebistas organizado pela Associação de Emissoras de Rádio e TV do Rio de Janeiro (AERJ). "Acho oportunista querer falar em acareação. Estou disposto a fazer em qualquer tempo. Aproveitem e convoquem todos os que estão em contradição. O ministro Mercadante e o ministro Edinho negam o que foi dito por Ricardo Pessoa. A presidente nega o que foi colocado pelo Youssef. Que façam acareação de todos", insistiu.

O deputado voltou a negar que a decisão anunciada por ele na última sexta-feira, 17, de romper com o governo signifique que ele implementará na Câmara uma pauta contrária aos interesses da presidente Dilma Rousseff. "Não estamos querendo tacar fogo no País, nenhuma pauta bomba. É o normal que está sendo tratado (na pauta da Câmara). Se o normal incomoda, é outro problema. O fato de eu ter mudado o meu alinhamento político com o governo não significa que eu vá mudar como presidente da Câmara. Minha militância partidária como deputado e como político é que está em discussão. Meu papel como presidente da Câmara é igual", afirmou Cunha, que embarcará nesta tarde para Brasília.


O presidente da Câmara lembrou que o PMDB já está dividido desde as eleições do ano passado, quando 41% dos que votaram na convenção nacional do partido foram contra a manutenção da aliança com o PT:

- A bancada já estava dividida, o PMDB já foi dividido para a eleição. Não foi a mudança no meu alinhamento que criou isso.

9 comentários:

Anônimo disse...

Com esta a coração valente não contava. Vá lá, mostre CARA A CARA
que não tem nada a dever,enfia o dedo na cara do empreiteiro e chama ele de LADRÃO e MENTIROSO COM PROVAS, a hora não está para balacas, é hora de MATAR A COBRA E MOSTRAR O PAU! Se ela não for, será uma confissão de CULPA. E então, ela é CORAJOSA DE VERDADE ou só DE MENTIRINHAS, LENDAS?

Anônimo disse...

Ele está se fazendo de louco, pois Dilma não foi citada por nenhum dos delatores. E nem será, pois nunca foi corrupta; ao contrário de Cunha, um velho corrupto, que está envolvido em maracutaias desde o governo Collor.

ÓBVIO disse...

CUNHA VAI VIRAR ESPERANÇA! ANOTEM.

TAÍ O CARA, SE OS LARAPIOS DO PT LEVAREM UM PÉ NA BUNDA(E VÃO LEVAR,TÁ CHEGANDO A HORA )VOTO NELE SEM PESTANEJAR.

CHEGA DE BUNDA MOLE TIPO AECIO E FHC, QUE CHEGO A PENSAR QUE ESTÃO NO MESMO SACO DE GATOS, CHEGA DE VER FHC LIVRAR DILMA E LULA, POUCA VERGONHA!!!

A CONTINUAR ASSIM FAÇO CAMPANHA GRATIS PARA CUNHA.

VAMOS ACAREAR LULA,DILMA MERCADANTE, CLARO,CLARO PORQUE NÃO TOPAM?

GRANDE CUNHA, PARABÉNS!

Anônimo disse...

Isso ai quem não deve, não teme ou temer .......

Anônimo disse...

Sempre disse que o pt mecheu com a cobra errada....

Anônimo disse...

Acareação interessante seria a da Dilma com o pecaminoso Cerveró.
Desconfiado e com um um olho no peixe e outro na Dilma, ele pergunta:
Porque me miras, se não me tiras para bailar?

Anônimo disse...

MÍDIA

Kennedy: estilo “homem-bomba” deve isolar Cunha ainda mais:

Resposta do presidente da Câmara de que aceitaria fazer uma acareação com o delator Júlio Camargo, mas que Dilma e ministros teriam que fazer o mesmo "só eleva a tensão com o governo nos bastidores", avalia o jornalista; para Kennedy Alencar, "atacar Sérgio Moro", como vem fazendo Eduardo Cunha, é outro "erro de cálculo" e criar a CPI do BNDES para atingir o governo também não será uma boa estratégia, segundo o jornalista......

Xi...Xiii......Onde está o PSDB para apoiar Cunha, já que no PMDB só Renan deu apoio, porque o dele também está na reta?

fred oliveira disse...

Pasadena não pode ser esquecida. A refinaria que deu milionário prejuízo ao Brasil. E a farsa que foi esta eleição para presidente esta´mais que comprovada. Dinheiro de propina vindo de conta na Suíça para a campanha de Dilma. O PT perdeu esta eleição e a verdade começa a aparecer agora.

Anônimo disse...

O anônimo das 19:35 está se fazendo de esquecido... a mãe-zona dele foi citada mais de dez vezes... só que ela tem um engavetador chamado janot (já não)! Mas, vai chegar uma hora em que não vai caber mais sujeira, as gavetas vão quebrar...