Tarso foge de novo da CPI da CEEE. Deputados do PT negam quorum para novas convocações.

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa voltou a ficar sem quórum na reunião ordinária desta terça-feira. Na pauta do dia constava a análise do parecer do deputado Frederico Antunes ao RDI 51/2014, que questiona o critério de escolha do relator da CPI da Energia Elétrica.
Diante da ausência dos deputados aliados ao governo Tarso Genro, o deputado Frederico Antunes protestou: 

- Apresentei projeto com o objetivo de clarear essa situação no Regimento Interno, para evitar embates futuros e na esperança de resolver o impasse na CPI da Energia Elétrica.

. Quanto ao parecer ao RDI 51/2014, Antunes disse que o seu relatório decide pela improcedência do pedido do deputado Ciro Simoni, a exemplo do parecer anteriormente apresentado pelo deputado Giovani Feltes.

. O deputado estadual Giovani Feltes também manifestou-se sobre o assunto. Para ele, a iniciativa do deputado Frederico Antunes é meritória mas não resolverá problemas futuros em caso de voto de minerva. Feltes ainda considerou um excesso a ausência dos deputados, argumentando que o tema não atinge diretamente o governo. “Imaginem se estivéssemos fazendo uma CPI para apurar as fraudes na reforma de escolas, ou dos pardais que há três anos não foram instalados ou ainda investigando cargos de confiança do governo envolvidos em casos de corrupção”, questionou o deputado.

. O deputado estadual Lucas Redecker, que é presidente da CPI da Energia Elétrica e membro da CCJ, disse que o boicote coletivo dos deputados da base aliada ao governo Tarso Genro não é novo e vem ocorrendo desde o período quando o deputado Giovani Feltes apresentou o seu relatório. De acordo com Redecker ainda, a ausência de quórum não impede os trabalhos da CPI, que seguem normalmente. 

. Estavam presentes na reunião os deputados Lucas Redecker, Heitor Schuh, Frederico Antunes, Giovani Feltes, Edson Brun e João Ervino Fischer e Ernani Polo (suplente). 

7 comentários:

Anônimo disse...

A pergunta que fica neste imbróglio petralha é: Onde está o R$ 1,3 bilhão que foi roubado da CEEE pelo governador Tarso?

Anônimo disse...

É sempre assim. meliantes sabem como se proteger. Ao final, como sempre, o crime compensa diante de penalidades inexistentes ou insignificantes.

Anônimo disse...

TEM QUE POR O NOME DOS FUJÕES.


EDUARDO MENEZES

Anônimo disse...

DEPOIS QUE COMEÇARAM A INVESTIGAR AS FALSAS ACUSAÇÕES O ASNO DO SGARBI DESAPARECEU, MAS EM POUCO TEMPO A EQUIPE DO AÉCIO VAI TOMAR CONHECIMENTO DAS MENTIRAS PLANTADAS POR ELE.


EDUARDO MENEZES

Anônimo disse...



MAIS AINDA: ONDE ESTÃO OS 5,2 BILHÕES DO JUDICIÁRIO, Q INCLUSIVE SERIAM, TAMBEM, PARA O PAGAMENTO DOS PRECATÓRIOS. VALORES ESTES Q FORAM CARFIADOS NOS CONTRA-CHEQUES DOS SERVIDORES DO ESTADO.

Anônimo disse...

Cuidado com o processo anônimo das 18:47.

Anônimo disse...


Anônimo Anônimo disse...
Cuidado com o processo anônimo das 18:47.

28 de maio de 2014 01:55 Me corrige o certo e roubado o sinônimos de Subtração no subtrair... """"Dicionário de Sinônimos. Subtração é sinônimo de: diminuição, abatimento, dedução, desconto, abafo, furto,roubo ..."""