Municípios podem ter impacto de 2,1 bilhões com aumento do salário mínimo

A Confederação Nacional de Municípios fez as contas e estima que o aumento do salário mínimo terá impacto superior a 2,1 bilhões de reais nas contas das prefeituras. O montante é 6,7%  maior do que o impacto no ano passado.

Em comparação a 2019, subiu 4,7%, de 998 reais para 1045. Os municípios detêm a maior parte dos empregos no país, sendo mais de 3 milhões com remuneração vinculada ao salário mínimo. Nas cidades de menor porte, o cenário torna-se acentuado. Os encargos patronais elevam os custos para o empregador em 16,05%.

Segundo a entidade, os aumentos progressivos do salário impactam diretamente nos gastos com pessoal nas prefeituras. O acumulado, desde 2003, chega a 37,4 bilhões de reais. Para os dirigentes da Confederação, o problema é que essa política não possui designação de fonte para custeio e não há espaço para qualquer tipo de intervenção do gestor municipal. Os cálculos da entidade não consideram os inativos, senão os números seriam ainda maiores.

4 comentários:

Anônimo disse...

um dos problemas brasileiros, é a alta vinculação determinada por leis de caráter protetivo, mas que acabam por interferir e promover desordens de tudo que é tipo. Porque um aumento no STF precisa replicar no MP do RS? Porque um aumento na cúpula da PF, precisa refletir no delegado de São João das Cacimbinhas? Porque um ajuste no pessoal da ativa (setor público), precisa refletir no aposentado (privilégio setor publico)? E assim a coisa vai, sempre na conta do contribuinte, e os louros ao demagogo e populista de plantão.

General Osório disse...

Concordo quando a tal confederação diz que os municípios detêm a maior parte dos empregos no país, só esqueceram de dizer que as prefeituras são cabides de emprego de vereadores, que a praticam a criminosa rachadinha e que fantasmas povoam as tais, buuuuuuu. Hipócritas.

Nicole disse...

Há municípios demais, com vereadores demais e todos recebem em cascata a maioria não sabe nem escrever seu nome, não conseguem interpretar um texto, mas são corruptos porque tem a certeza que chamais serão punidos. Aprendem rapidamente a "malandragem" que em outros países tem nome "roubar".
O mesmo acontece com nossos Congressista, entram com uma mão na frente e outra atrás, terninhos surrados, mas logo vestem Armani.Há Tiririca's, Romário's, Renan's de todas as matizes graças aos partidos que querem puxadores de votos, mas quem teve como presidente duas vezes Lula, pode esperar o quê?
Ninguém merece.
Quando penso nisso tenho somente um desejo cair fora.

Anônimo disse...

Está certo, mais dinheiro na mão dos trabalhadores e empresários e menos dinheiro na mão dos politicos corruptos.