Artigo, Astor wartchow - Pequeno vasto mundo

- O autor é Advogado no RS.

Globalização. O fato (e a própria palavra) adquiriu uma abrangência e repercussão de dificil conceituação por multiplicidade de opções e variações. Otávio Ianni, em seu livro “Teorias da Globalização” (1995), elenca alguns conceitos:

“(...) fábrica global, nova babel (...) primeira revolução mundial (Alexandre King), terceira onda (Alvin Tofler), aldeia global (McLuhan) (...) passagem da economia de high volume para outra de high value (Robert Reich).

Antonio Correa de Lacerda, em seu livro "O Impacto da Globalização na Economia Brasileira (1998) amplia: “(..) economia-mundo, shopping-center global, moeda global, capitalismo global, mundo sem fronteiras, tecnocosmo,  desterritorialização, miniaturização, hegemonia global, fim da geografia, fim da história (...).

Não é errado afirmar...

CLIQUE AQUI para ler tudo.

3 comentários:

Anônimo disse...

Alô, câmbio, ... Terra Plana Criação do Criador, falando, câmbio ... vocês estão me matando, câmbio, ... mas antes vocês vão primeiro, câmbio, ...

Anônimo disse...

Nova Ordem Mundial encaixando as últimas pecinhas.

https://www.youtube.com/watch?v=unEdTf9_waM

https://www.youtube.com/watch?v=OWsrTfT4nUM

https://www.youtube.com/watch?v=c5PkLfam_5k

https://www.youtube.com/watch?v=CCIv657NeJ0

https://www.youtube.com/watch?v=iB3QM58eNDU

Doideira!!

Anônimo disse...

Continuando a história, vem ai a Nova Ordem Mundial, governo do anti Cristo, com um único líder mundial. Pelo menos é isso que estão tentando.

A formação da Pátria Grande faz parte da globalização e quebra das fronteiras, que já estão quebradas e abertas.

Só está faltando a China e os EUA Aderirem ao programa.
Enquanto esses dois países não caírem, não haverá um líder mundial único.
A china e os EUA nesse ponto estão unidos e são eles que estão segurando essa implantação satânica.

Do mais estão todos dominados, e se algum país for do contra já sabem como a banda toca.

E os velhinhos querendo ver seus planos malignos implantados antes de partirem, e como ninguém é eterno aqui, tá difícil pro lado deles, o tempo não para. Mesmo com sósias para esticar a falsa longevidade, eles não vão longe, e mesmo deixando herdeiros do projeto, com muito dinheiro, não são a mesma coisa, e os planos vão perdendo a força.

Interesses a parte, quem que quer largar o seu osso, e entregar de bandeja o poder que tem nas mãos.

Gostariam os congressistas brasileiros serem capachos de um conselho da América Latina e o Presidente do Brasil a mercê de um governo global, ficando com poderes e palavra final limitados, cumprindo ordens e metas vindas de fora, e sem poder negar nada que é ordenado?