Ministério da Justiça (Moro) toca multa de R$ 6,6 milhões no Facebook

O ministério da Justiça e Segurança Pública, por meio do DPDC (Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor), decidiu nesta segunda-feirA aplicar multa de R$ 6,6 milhões às empresas Facebook Inc. e Facebook Serviços Online do Brasil Ltda. A penalidade foi aplicada em justificativa do suposto compartilhamento indevido de dados de usuários.

O caso começou a ser investigado depois que a mídia veiculou notícia, em abril de 2018, informando que usuários brasileiros da rede social poderiam ter sofrido com o uso indevido de dados pela consultoria de marketing político Cambridge Analytica. 

A pasta concluiu pela existência de prática abusiva por parte das empresas. Segundo a decisão, dados dos cerca de 443 mil usuários do Facebook estavam em “disposição indevida pelos desenvolvedores do aplicativo thisisyourdigitallife para finalidades questionáveis”. 

3 comentários:

Anônimo disse...

E assim milhares de noticias fake foram espalhadas sobre kit gay, mamadeira de piroca, esfaqueador do mito que tava em carreata com lula!

Que aqui seria uma Venezuela, que o gás da boliviana não seria mais comprado!

Que tinha país africano que daria calote ao BNDES e coisa que não aconteceu, pelo contrário os caras pagaram 5 meses antes a dívida!

E complicado pior ainda é blogueiro postando noticia de presidente pegando criança a força e ainda falando que a criança não vai ser mais comunista!

Entre outras barbaridades pra conseguir vencer as eleições..

https://www.redebrasilatual.com.br/politica/2018/11/filho-de-empresario-conta-que-no-2o-turno-imitou-bolsonaro-para-redes-sociais/

https://www.youtube.com/watch?v=Oq_4fzlI5HY

A mesma coisa aconteceu lá nos USA!

Anônimo disse...

Esta notícia não bate. a Cambridge Analytica, usando dados do facebook, atuou fortemente em vários países interferindo nas campanhas eleitorais, inclusive elegendo Trump.
No Brasil a Cambridge Analytica atuou fortemente na campanha de Jair Bolsonaro. Basta ver o documentário "Privacidade Hakeada" no Netflix.
Se Moro foi beneficiado com a vitória de Bolsonaro como iria multar um forte apoiador?

Anônimo disse...

esse fakebook ja tinha de ter sido fechado...

é um escandalo deixar uma empresa privada com tanto poder concentrado...