STF retira da pauta mudança da jurisprudência sobre prisões depois de decisões em segunda instância

O presidente do STF, Dias Toffoli, retirou da pauta a decisão do pleno sobre julgamentos em segunda instância.

O julgamento ocorreria no dia 10 e poderia resultar na libertação de Lula.

12 comentários:

Anônimo disse...

Ao que se disse "não havia clima". Leia-se: soltar Lula ia ser muito perigoso para o STF. O povo não iria perdoar. No entanto, fiquemos atentos: na calada da noite ...

Vandeco disse...

Ai Tem! Devem estar preparando outros caminhos para a libertação ou a prisão domiciliar do Lula.

Anônimo disse...

STF quer soltar o Lula para sobreviverem.

Quando o Bolsonaro começar a nomear membros para a alta corte, muitos deles poderão perder poder, espaço e até o cargo.

E ainda correm um altíssimo risco de serem investigados depois de aposentados.

Ou vocês acham que os jovens membros do judiciário que trabalharam na Lava Jato quando ocuparem os cargos máximos do judiciário vão deixar barato os 30 anos que sofreram nas mãos do STF e STJ da vida que atrapalha tudo?

O grande erro dos vaidosos e egocêntricos que só querem poder é nunca pouco a longo prazo.

Toda essa elite do judiciário corrupta correm alto risco de serem presas quando se aposentarem ou sofrerem impeachment.

Ao contrário do Sérgio Moro que já mostrou serviço assim que assumiu o ministério da justiça tentando aplicar uma reforma penal profunda.

Sérgio Moro será presidente do STF e irão cobrar isso assim que ele ocupar um cargo lá.

ze do brejo disse...

Mais cedo ou mais tarde, eles darão um jeito de soltar o lula, para nunca mais voltar ao "xilindró". Ainda não fizeram, com medo da repercussão que o fato traria a opinião pública, que ao contrario dos ministros do supremo, não é simpática ao presidiário.
Só num pais como o Brasil, que um advogado, como este Tóffoli, pode ser elevado a ministro do supremo e assumir a sua presidência.
A muito, sou um desafeto do criador, por existirem tantos lugares no mundo, e ele me faz nascer neste "bananal". Já estou chegando no limite da paciência.

Anônimo disse...

Cuidado, isso esta cheirando a sacanagem, como existe a possibilidade de grandes manifestações contra o stf, para o próximo domingo, querem dar um tempo para votarem mais adiante sem alardes e na calada da noite.

Anônimo disse...

Tem duas coisa a vista para os crápulas do STF: perda de pensões e CADEIA!!!
Segundo um vidente, Gilmar Mendes será preso. E aí, qual o macho que dará habeas corpus a ele???

Anônimo disse...

ACHO QUE ESSE ADEVOGADOZINHO PETRALHA TÁ COM MEDO DE PERDER SEU CARGO! OU RECEBEU UM CUTUCÃO DO GEBERAL MOURAO.

Anônimo disse...

Só no Brasil bananeiro é que se discute se um cidadão condenado, deve ou não ser preso em primeira ou segunda instância.Isso é uma vergonha. Lembro de um caso que aconteceu vomigo, entrei na Pequena causa para que uma Agência de Viagem devolvesse o dinheiro de uma passagem por não cumprirem a data de viagem, queria só o dinheiro de Volta, perderam, recorreram, perderam, recorreram e perderaml, de 4.000,00, depois de 2 anos virou 7800,00 fora as despesas por recorrerem.

PANTANAL SUPREMO disse...

...EM CONLUIO COM A OAB !!!
=====
PANTANAL SUPREMO !!!!

Anônimo disse...

AGU contra fundo da Lava Jato:

Brasil 04.04.19 - O Antagonista

A Advocacia Geral da União recomendou ao STF a anulação do fundo idealizado pela Lava Jato, que teria ao menos R$ 1,25 bilhão pagos pela Petrobras para projetos anticorrupção.

“O Ministério Público Federal no Paraná se elegeu, de maneira discricionária, como a autoridade brasileira habilitada a receber e dar destinação os recursos que a Petrobras deveria pagar ao Estado brasileiro, sem nenhum amparo para tal, seja no acordo celebrado, seja em normas do ordenamento jurídico brasileiro”, diz parecer assinado por André Mendonça.

Anônimo disse...

Tudo "leréia" ! Depois que leram o artigo do Gal. Paiva na Revista Militar, estão todos a se borrar perna abaixo ! Sabem que o POVÃO está a suar sangue pelos poros de raiva da "instituição" ! É por aí !

Anônimo disse...

Se tirou é porque não há clima, no momento, pra soltar Lulla.

Quem sabe durante o próximo carnaval.