Entrevista, Sebastião Mello - Eu combato privilégios no setor público do Estado do RS

O presidente da Assembleia poderá barrar suas propostas de revogação do auto-aumento dos salários do Poder Judicial, MPE e TCE.
Se isto ocorrer, vou recorrer à CCJ contra a decisão.

O auto-aumento significa desembolso de mais R$ 250 milhões por ano nas despesas do Estado.
Os servidores do Executivo não vão receber nada. Nós, da Assembleia, em solidariedade aos problemas das contas públicas, também não concedemos reajuste. Os demais Poderes precisam compreender isto. E são os que mais ganham. Eu combato privilégios no setor público do Estado do RS. Isto tem que acabar.

Suas propostas são inconstitucionais ?
Não há lei que autorize o aumento. Quem elabora leis somos nós, os deputados, e nós não autorizamos este aumento. Se eles não precisam de lei para aprovar nada, acabou-se a República e eles podem fazer o que quiserem.

E ?
Verifique o andamento das propostas e veja se ela seguiu o rito normal. Não vou deixar isto passr barato.

6 comentários:

Anônimo disse...

Sebastião Mello é um dos poucos do MDB que eu talvez votasse em alguma eleição.
Talvez...

Anônimo disse...

Tá coberto de razão o deputado.se o estado está falido,não consegue pagar em dia os funcionários não pode dar aumento para esses marajás.

Anônimo disse...

Essa ladainha de novo! Por que ele não se preocupa com a prestação do serviço público? Ps.: ele deve estar achando que perdeu a eleição para o Jr. por causa dessa ladainha! Está enganado!

Anônimo disse...

Só por atitudes como esta já merece meu voto para todas as próximas eleições.
O resto é tudo balela.

Thomas Turbando disse...

Agora vem com essa conversinha, mas enquanto esteve na prefeitura borrou as botas para o funcionalismo e cedeu até às cuecas.

Anônimo disse...


Quando estava na Prefeitura, autorizaram uma gratificação de $5.000,00 fixo e um de +- $5.000,00 variável para os fiscais da SMF. Os fiscais passaram a ganhar mais de R$30.000,00 mensais...

Explica ai como tinha tanto dinheiro...

E o pior o governo atual não mudou esta maravilha, que quando o teto do prefeito aumentar os salários do CC's e a elite aumenta também.