Deputado Jerônimo Goergen quer o fim de cursos públicos universitários só para o MST

O deputado Jerônimo Goergen disse esta tarde ao editor que vai cobrar o fim dos repasses de recursos federais para os chamados cursos do MST, feitos sob medida para militantes de esquerda e com regras próprias.

O deputado pediu audiência aos ministros Vélez Rodrigues e Tereza Cristina, aos quais pedirá cancelamentos imediatos.

O que disse Jerônimo Goergen ao editor:

- Já existem denúncias e questionamentos desses editais dirigidos, como o curso de Agronomia na Universidade Federal da Fronteira Sul, em Erechim, e o curso de Medicina Veterinária da Universidade Federal de Pelotas. 

O governo Bolsonaro já avisou que não reconhece o MST e ninguém que não tenha CNPJ

21 comentários:

Anônimo disse...

Todos são alunos são iguais, exceto pela competência que é individual, quaisquer artifícios para burlar isto são intelectualmente desonestos.

Anônimo disse...

Oba, sera que agora vão achar os professores da ufrgs que em dedicação exclusiva passam mais tempo "ensinando" nos acampamentos do que a universidade?

Anônimo disse...

O deputado tem razão.
https://www.uffs.edu.br/pastas-ocultas/bd/campus-erechim/cursos/agronomia-pronera/ccaerpronera

Anônimo disse...

o novo layout ficou bem legal...

mas muda a foto correndo...

vê se o teu webdesigner ai não é petista...rsrsrs

parece "sabotagem", pô...

o resto esta show...

Anônimo disse...

Curso para MST? Estão de gozação.Os cursos do MST é para se aperfeiçoar na invasão de terras produtivas,fazendas,invasão de órgãos públicos.Este são os cursos que estes terroristas petistas bandidos fazem.Era aí que o PT canalizava dinheiro para esta quadrilha,através de falsos cursos.Bando de vagabundos.

Anônimo disse...

Isso ainda existe ??????????????????????????

Anônimo disse...

Só no Brasil das esquerdas, curso universitário para analfabetos, saem depois com "diproma".

Anônimo disse...

Tem que cortar tudo. Se tiver dinheiro do governo para o MST tem que cortar. Vai pedir ajuda para Cuba.
A queda da União Soviética teve uma consequência importante, os comunistas se dividiram em grupos organizados em ONGs e movimentos sociais e começaram a sugar dinheiro dos governos,com bastante sucesso, diga-se. Mudanças climáticas, aquecimento global, efeito estufa e todo tipo de movimentos para salvar o planeta foram largamente utilizados para fazer terrorismo ecológico e sugar dinheiro dos governo. O ponto mais alto desse projeto foi o Acordo de Paris que visava cobrar taxas dos governos para, supostamente, salvar o planeta, mas no fundo, esses dinheiro seria destinado aos grupos esquerdistas que combateriam o capitalismo.
FAria bem o governo Bolsonaro cortar dinheiro de todas as ONGs em atividade no Brasil.

Justiniano disse...

Aproveitem e acabem também com o curso de agronomia da UFFS de Pontão, núcleo dos assentamentos do MST da famosa esquina Natalino.

Anônimo disse...

Avante GERÕNIMO, estamos juntos. Deus te proteja. SUCESSO.

Anônimo disse...

Muito boa iniciativa do deputado Jerônimo, esses cursos foram criados no grito, impostos pelo lulopetistas na marra! Fim dessa despesa absurda que nós pagamos, criando cobra para nos morder, contra os interesses dos brasileiros!

Anti comunista disse...

Até quando esses marginais do MST, seguirão sendo patrocinados com o dinheiro de nossos impostos? Suspendam esses repasses, e a ideologia desses canalhas castristas, perdem a ideologia na hora. No RJ, os traficantes, também bancam alguns marginais iniciantes, nas faculdades, principalmente Direito, para depois trabalharem para eles, defende-los na justiça, e o MST usa a mesma pratica e vice versa.

Anônimo disse...

privatiza ou fecha

Anônimo disse...

O MST é uma organização criminosa sem identidade jurídica, portanto não poderia ter estas facilidades. Do contrário, as universidades deveriam ter cursos voltados para a turma do PCC e Comando Vermelho.

Anônimo disse...

A coisa é simples, demissão para esses reitores esquerdistas que apoiam terroristas! Alô, presidente Bolsonaro! Alô, generais! Vão deixar isso passar?

Anônimo disse...

Será que não aparece nenhum valentão aí para cortar o pescoço deste merda?

Anônimo disse...

Muito bom Sr. Gerônimo Goergen. Estás faculdades só formam comunistas ligados a Cuba.

Anônimo disse...

Estes cursos são flagrante sinônimo de discriminação, pois, selecionam pessoas pela ideologia para ter acesso ao ensino superior, enquanto a outros é impedido o acesso, ainda que melhor preparados.
É necessário acabar com estas excrescências.

Anônimo disse...

Diz aí, não existe cotas para filhos de militares nas escolas militares?
Hummmmmmmmm???
Quem sabe não se acaba com essas cotas também? Meritocracia já nas escolas militares.
90% não vai passar, acaba com o clube do bolinha.

Anônimo disse...

Pobres decentes não tem universidades para eles, pior ainda se são brancos.

Anônimo disse...

Vai nessa Goergen, essas "publicas" são lavagem cerebral comuna direto, e abaixo as cotas imorais...