Comissão Especial da Câmara vota projeto da Escola sem Partido

Comissão Especial da Câmara vota hoje projeto que trata da Escola sem Partido.

7 comentários:

Anônimo disse...

Aprovando este projeto teremos a garantia da manutenção da natural ingenuidade das crianças durante sua aprendizagem sem sofrer lavagens cerebrais típicas de regimes totalitários.

Anônimo disse...

A esquerda já está chamando o projeto de Escola Sem Partido de repressão ideológica contra eles. Para a esquerda tudo o que é contra a ideologia deles é repressão, ditadura e a choradeira de vitimização e histerismo.

A sociedade necessita de profissionalismo, neutralidade, eficiência, resultados, serviços melhores e melhorias técnicas nos serviços públicos. Essa indústria de marketing ideológico só favorece aos políticos que vivem de eleição e atrás de cargos.

E se continuar o ensino ideológico esquerdista, eles só irão ressurgir o ensino ideológico conservador na escola. Resumindo, como sempre eles empurram tudo para o atraso.

Talvez assim as escolas tradicionais que ensinavam valores aos alunos voltem a serem populares com alguns país de alunos, já que muitos irão tirar seus filhos de escolas público e privadas aparelhadas pela esquerda.

Realista disse...

RELATOS de "professores e professoras" promovendo o comunismo puro e as suas variantes, ridicularização da família, da moral, dos bons costumes, das crenças religiosas, incentivando o homosexualismo e lesbianismo entre crianças a partir de sete anos, sugerindo os filhos à desobediência aos pais, distorcendo a história pátria, da família e tantas outras aberrações são uma constante.
Perseguição e outros ataques a membros dissidentes dos corpos docente e discente é comum.
Muitos alunos mudaram e mudam de Faculdade por terem sido e estarem sendo perseguidos por não terem se submetido aos que tiveram o "cérebro" lavado e depois inoculado com besteiras.
Canfirmação? É só procurar entre parentes e conhecidos.
Mais detalhes? ler o artigo "Mediocridade Endêmica", de Olavo de Carvalho.
Ou nos movimentamos ou a mediocridade só aumentará.
Colégio Rosário é um exemplo.

Anônimo disse...

Finalmente vão acabar com essa estrovenga de quererem partidarizarem as crianças.

Anônimo disse...

E precisaria desse projeto? Escola nunca foi lugar de manifestações partidárias, mas de conscientização da Democracia onde o poder emana do povo. Precisamos educar o povo o mais rápido possível. Povo que não tem virtude acaba por ser escravo.

Anônimo disse...

As escolas devem respeitar os Professores ( Mestres ) chamando-os como merecem serem chamados, pois se qualificaram para esse fim “ Educação ” e não como Educadores. Educadores é para todos as profissões.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.