Governo decreta fracasso da greve do Cpers e muda calendário escolar

A secretaria estadual da Educação informou esta tarde que seus levantamentos indicam que 70% das escolas públicas voltaram a funcionar, o que a levou a mudar o calendário escolar, elevando para 17 de fevereiro o final do ano letivo.

A mudança visa atender a necessidade de cumprimento do número de aulas exigido por lei.

Aulas sairão todos os sábados, a partir de agora.

O Cpers, que comanda greve suicida que já dura 40 dias, avisou que os números do governo estão errados, já que a adesão caminha para a casa dos 110%.

22 comentários:

Anônimo disse...

Hahajaajaj. CPERS QI de ameba!

Cap Caverna disse...

Eu até daria razão aos professores de defenderem seus direitos, se essa maldita greve, não tivesse caráter puramente politico e radical, pois este covil, chamado CPERS, nada mais é do um monte de comunistas fdp, comandados por uma hiena, louca e que destila veneno. Esse radicalismo doentio, não leva em consideração os alunos e muito menos os alunos, que terão aulas no verão e logo voltarão novamente a ter aulas. Sabe-se também que esses e essas tais professores(as), irão registrar as aulas como dadas, e nas provas não poderão exigir o que não ensinaram, e mais uma vez os alunos serão prejudicados, por passarem de ano sem terem recebido os conhecimentos necessários. O CPERS,não é um sindicato, e sim um gangue comunista.

Anônimo disse...

Pena. Quanto mais tempo essa esquerdalha do Cpers ficar longe de sala de aula, melhor para os alunos.

Carlo Germani disse...

Já passou da hora,dessa usina de esquerdismo-comunismo chamada CPERGS ser desmantelada.

Entra governo(?) sai governo(?) e o CPERGS segue na sua agenda insana esquerdista-comunista.

Quando será barrado nessa trilha criminosa contra o RS e a sua população?

elias disse...

E a promotoria publica não fala nada.
Os alunos que se f.?
Quer dizer que o cpers e os desprofessores do RS é que são os donos da cocada preta?
Isso que só parcelaram os salários. Nenhum desses parasitas perderam um centavo do salário, que nós pagamos.

Anônimo disse...

Tem algum levantamento, pesquisa, se os filhos dos "Lideres"da CPERS estudam em Escolas Públicas?

Anônimo disse...

NÃO É SOMENTE A GREVE DO CEPERS E UM FRACASSO.... Sartori então, o que é?

Anônimo disse...

Editor excelente a pergunta do anonimo das 19:14 podes levantar a informação?

Anônimo disse...

Se a greve do CPERS não logrou êxito, palmas para a burrice amestrada de alguns professores que além de não ganharem aumento no salário, prejudicaram as crianças e adolescentes no seu aprendizado. Depois querem mais cotas para enfiarem a qualquer jeito esses alunos sem base nenhuma para dentro das Universidades. Para lá, ficarem vários semestres reprovando, pois não conseguem acompanhar a turma, lesando ainda mais o dinheiro público. A culpa de tudo isso é do povo, não vi nenhum pai colocar ordem nas Escolas, simplesmente se omitem, deixando as coisas acontecerem. O povo tem o governo que merece, essa é a pura realidade.

Anônimo disse...

A 30 anos escuto falar em greve de professores e o Cpergs...ou todos os governos foram incompetentes ou as greves são políticas

Justiniano disse...


Esse CPERS não sabem nem fazer conta, não existe e nunca existiu essa de 110% de adesão, quando muito é 100% dos professores. A burrice campeia nesse CPERS.

Justiniano disse...


Vão encher de trabalhos os alunos e como ninguém reprova, vai aumentar analfabetismo funcional.

Aposto que em Janeiro acaba o semestre letivo, porque professores tem que ir a praia em Fevereiro, mas acho que não vai ter dinheiro para gastar nas férias, porque daqui para frente a coisa tende a piorar e se hoje recebe parcelado a tendência é iniciar com atraso mensal em 2018.

Anônimo disse...

Com urgencia é preciso acabar com o imposto sindical obrigatório, porque esses esquerdistas sindicais não vão tirar do próprio bolso pra fazer funcionar aquele antro de vagabundos.

Anônimo disse...

Não fala asneira bocó. Se o salário atrasa as contas também atrasam. E juros são cobrados pelo atraso. Então se perde sim, e bem mais que um centavo. Entendeu imbecil?

Anônimo disse...

Só tem retardado por aqui. Pelo amor de Deus. Agora professor é tudo comunista. Bando de imbecis. Discurso pronto. Bla bla bla. Comunista. Todo mundo comunista. Policia civil em greve. Policiais comunistas tb. Kkkkkk. Quantos doentes por aqui.

Anônimo disse...

Dou como sugestão a gauchada que se acha mto politizada...em 2018 elejam novamente um governador do PT. Qdo o governador é do PT, esse CPERS-sindicato pelego do PT, NÃO FAZEM GREVES, aí as crianças POBRES gaúchas, terão aulas normais durante os 4(quatro) anos do desgoverno petralha.

Anônimo disse...

Depois os alunos começam a bater em professor , ficam todos horrorizados...

Unknown disse...

Peleguismo Educacional... só no RS!!!

Unknown disse...

Nossa esquerda é phodástica!!!
Trabalhadores que não trabalham...
Professores que não ensinam...
Pensadores que não pensam...
É o efeito perverso da lavagem cerebral que causa a Cartilha Comunista!!!

Unknown disse...

Pergunta que não quer calar:
E quando vão começar a ensinar de verdade???
Quando nossos indicadores de educação vão deixar a rabeira da rabeira???
Quando nosso país vai dar um salto de qualidade ancorado na educação de seu povo???
Quando vão concluir que o sistema atual faliu???
Quando vão se dar conta de que o peleguismo educacional não é o caminho???

Anônimo disse...

Resposta para o anônimo das 9:03h! Isso só será possível quando o povo tomar consciência dos governos que elegemos. Enquanto o povo não der um basta nisso tudo, seremos sempre submissos as aberrações dos nossos governantes. " O poder emana do povo ". " Ou o povo tem o governo que merece ". Foi com o voto do povo que esses corruptos permanecem lá.

Anônimo disse...

Anônimo das 9:03. Com uma Assembléia como a do RS, acredito que não chegaremos a lugar algum. Com um Congresso como o nosso também não. Podemos reverter a situação, basta que o povo queira.