Lava Jato está de novo com a polícia na rua. Desta vez o alvo é a Friboi.

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira mais uma fase da operação Lava Jato. Segundo informações do jornal Folha de São Paulo, o alvo desta nova etapa é a empresa JBS, dona da Friboi. As decisões para essa operação foram tomadas pelo ministro Teori Zavascki, responsável pela Lava Jato no STF (Supremo Tribunal Federal). A ação faz parte da Operação Lava Jato na PGR (Procuradoria Geral da República). Lobistas ligados a Eduardo Cunha e Renan Calheiros foram presos.

A Polícia Federal realiza uma operação na manhã desta sexta-feira em ao menos três Estados --São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco-- e no Distrito Federal.

Segundo o BandNews TV, o doleiro Lúcio Bolonha Funaro foi preso em São Paulo. De acordo com investigadores da Operação Lava Jato, ele é ligado a Eduardo Cunha, presidente afastado da Câmara dos Deputados.

Essa operação da Lava Jato é baseada em delação de Fábio Cleto, ex-vice-presidente da Caixa, indicado por Cunha, de acordo com a GloboNews. Na negociação para uma delação premiada, Cleto confirmou a existência de pagamentos de propina ao presidente afastado da Câmara em troca da liberação de verbas do fundo de investimentos do FGTS.

Carros da Polícia Federal foram vistos na sede da JBS, na manhã desta sexta, em São Paulo.

Em Recife, no Rio de Janeiro e em Brasília, os mandados são de busca e apreensão. Em Pernambuco, os mandados são cumpridos em uma construtora. No Distrito Federal, no escritório do lobista Milton Lyra, ligado ao presidente do Senado, Renan Calheiros.

Nenhum comentário: