Deputado Bassegio renuncia ao mandato no RS

O deputado estadual Diógenes Bassegio, PDT do RS, renunciou esta tarde ao seu mandato. Conforme o editor avisou depois do meio dia, o parlamentar enfrentaria o plenário da Assembléia, onde seria inevitavelmente cassado.

As acusações contra o deputado incluem confisco de salários, uso de funcionários fantasmas e prestações de contas frias.

O deputado leu na Rádio Guaíba, concorrente da RBS, que foi quem o denunciou, o documento intitulado "Carta ao Povo Gaúcho", composto por 14 páginas, onde apresentou os motivos que o levaram a tomar a decisão de abandonar o parlamento gaúcho. Em vários momentos durante a leitura chegou a chorar. Disse que sofreu um linchamento moral e que a renúncia serviu para "dar sangue a quem queria ver sangue".

6 comentários:

Anônimo disse...

E AS DENÚNCIAS ? NADA ? ENTÃO FOI ACERTO ENTRE AS PARTES ??

Anônimo disse...

Já vai tarde. Deveria ter sido defenestrado há muito tempo, desde que surgiram as denúncias.

Anônimo disse...

Era o que o cara pálida deveria ter feito logo que foi flagrado em maracutaias. Para felicidade dele não existe a prática do Haraquiri no Brasil, como ocorre no Japão. Livrou-se, portanto, de ter de enfiar um punhal no abdmen. Zero Hora prestou um grande serviço ao Rio Grande trazendo a público as bandalheiras que estavam ocorrendo na Assembleia Legislativa do RS. Que a renúncia do deputado sirva de exemplo. A nação brasileira está cansada de tanta corrupção. Isso tem de acabar.

Anônimo disse...

Deve ter mais deputado fazendo...vamos lá pessoal, botem a boca no trombone...

NEWTON disse...

O pior é que ele não agiu diferente da grande maioria dos colegas, que continuarão agindo assim, seguindo as mesmas mazelas calhordas.

Tucano do sul disse...

Perder o mandato é uma coisa necessária mas não basta. Tem que devolver o dinheiro roubado e passar uma temporada na cadeia para fins didáticos. Ou a pior consequência da corrupção para o corrupto é perder o cargo público? Se for assim o risco vale à pena.