Artigo, Guilherme Fiuza - Só a Grécia salva Dilma

Do alto de seus 9% de aprovação, Dilma Rousseff abriu as janelas do palácio e bradou ao povo: “Eu não vou cair”. A presidente afirmou que a Operação Lava Jato nunca vai provar que ela roubou. E que “todo mundo neste país sabe” que ela não roubou. É um pouco constrangedor quando a argumentação chega a esse ponto. Lembra aquele político de Brasília que, apanhado fraudando o painel de votação do Senado, reagiu: “Eu não matei! Eu não roubei!”. Acabou preso.

Se Dilma chega ao ponto de declarar que não é ladra, o brejo está mesmo se aproximando da vaca. Até aqui, a presidente tem contado com a formidável blindagem do STF, coalhado de companheiros que chegaram lá graças a décadas de bajulação ao PT. A dobradinha com o procurador-geral da República, de fazer inveja à dupla Messi-Neymar, impediu até agora que Dilma fosse sequer investigada. E, se não for investigada, realmente jamais será provado que ela roubou.

Vamos economizar trabalho aos investigadores: Dilma não roubou. É apenas a representante legal de um grupo político que depenou o país. Que, entre outras façanhas, estuprou a maior empresa nacional – naquele que foi possivelmente o maior roubo da história, chegando pelas últimas estimativas à casa dos R$ 20 bilhões. Com um currículo desses, que inclui o assalto cinematográfico do mensalão, muitos petistas não se sentem ladrões. E estão sendo sinceros. Eles acham que expropriar recursos do Estado em benefício do partido governante é uma espécie de mal necessário – um meio não muito nobre que justifica o mais nobre dos fins: manter a esquerda no poder, em nome do povo.

Ninguém jamais localizará essa procuração dada pelo povo aos iluminados do PT, autorizando-os a sugar a economia popular para montar uma casta governante com estrelinha no peito e figurino revolucionário. Há quem diga que o falsário mais perigoso é o que acredita na própria falsidade. A impostura involuntária é contagiosa. Basta ver quantas personalidades respeitáveis mantêm o apoio ao governo delinquente, de peito estufado e latejante orgulho cidadão. Um país está em maus lençóis quando perde a capacidade de distinguir os inocentes úteis dos parasitas convictos.

A crise na Grécia veio mostrar que a demagogia do oprimido está longe de ser desmascarada. Na apoteose da mistificação populista, boa parte do mundo culto resolveu se convencer de que os gregos são vítimas da austeridade – o palavrão da moda. Como disse Mario Vargas Llosa: a Grécia deve € 26 milhões à Espanha, e a culpa é dos espanhóis. A receita é genial: você gasta mais do que tem, pede emprestado para cobrir o rombo, faz um plebiscito para oficializar o calote e, quando lhe cobram a dívida, você alega desrespeito à soberania.

E eis a bancada do PT querendo enquadrar a Polícia Federal. A Lava Jato é realmente um flagrante desrespeito da soberania petista, ferindo seu direito de ir e vir entre os cofres públicos e o caixa do partido. A PF tem de se submeter a quem tem voto, argumentou um deputado do PT. É uma espécie de tráfico de democracia – o criminoso com voto vira vítima.

E aí, embebido da inocência aguda que o eleitor lhe concedeu, o Partido dos Trabalhadores decide atacar a política de juros altos praticada pelo governo do Partido dos Trabalhadores. Basta de austeridade, vociferam os mandatários oprimidos. Tudo sob as bênçãos de Caloteus, o deus grego do almoço grátis. A sobremesa de demagogia caramelada é por fora – tratar com o tesoureiro.

O problema é que o tesoureiro está preso. Entre outras acusações, responde pela suspeita de roubar a Petrobras para financiar a eleição da presidente – que jura não ter roubado um tostão. Mandato roubado não tem problema. O PT montou uma casta de nababos, nadando em verbas piratas, propinas oficiais, altos cargos e altíssimos subsídios partidários, mas ninguém roubou um tostão. É tudo dinheiro da revolução – a tal procuração popular para essa gente sofrida desfalcar o contribuinte e padecer no paraíso.

O site Sensacionalista revelou por que Dilma disse que não vai cair: “As pedaladas foram dadas com rodinhas”. E acrescentou que ela não sabia quem estava pedalando sua bicicleta. É isso aí. O jeito é continuar falando grego, língua oficial dos caloteiros do bem. 

 

 

7 comentários:

Anônimo disse...

Neste artigo o Guilherme Fiuza matou a pau! A petralha Dilma precisa ser criminalizada pela roubalheira que houve dentro da petrobrás quando presidanta do conselho e também porque foi beneficiada direta nas duas eleições, pela grana desviada e entregue ao tesoureiro do PT que está preso, sem falar nos demais crimes eleitorais como o uso da máquina pública e nas pedaladas fiscais! Impeachment é pouco, a vaca deve ser presa!

Justiniano disse...

Agência Reuters:

"O escritório de advocacia Rosen Law Firm anunciou nesta quarta-feira que entrou com uma ação contra a estatal brasileira Eletrobras em nome dos investidores que compraram ações da empresa no mercado norte-americano entre 10 de fevereiro de 2014 e 29 de abril de 2015".

É o começo das indenizações bilionárias que serão cobradas do país, e depois virão as ações contra a Petrobrás. A própria Odebrecht e o Silva (lula) estão sendo investigados pelo FBI por sua corrupção institucionalizada em vários países.

Anônimo disse...

O assalto ao caixa-forte do Banco Central do Brasil em Fortaleza em que a quadrilha agiu com precisão e levou R$ 164,7 milhões, foi crime um pequeno furto, e foi tão bem planejado que, mesmo depois de anos, ninguém sabe exatamente o que rolou antes, durante e depois. Até hoje, menos de um terço do valor foi recuperado pela polícia.

Agora esta roubalheira praticada pelo PT e seus satélites na Petrobrás, é muito maior, e o 09 dedos está lutando para não ser responsabilizado, mas que ele sabia a isso sabia.

Se não forem presos, então soltem os assaltantes do Banco Central de Fortaleza, porque foi um crime insignificante, que deveria ter sido julgado pelo Juizado de Pequenas Causas(crimes). Liberem aqueles, assim como liberaram o Jenoino, José Dirceu e outros, que roubaram muito mais.

Anônimo disse...

lewandowski proibe Moro de julgar ação contra cunha.

tá tudo dominado, ou não tá ?

maracutaia aos olhos vistos, e ninguém faz nada ?

Pelo Amor de Deus, para onde vamos ?

Será necessário mesmo uma intervenção externa ?

Biriva do Cerro do Tigre disse...

"O ódio dos brasileiros ao PT é fruto do mau-caratismo político do partido, calcado em mentiras sociais que atenderam aos interesses de seus dirigentes e que exploraram demagogicamente preconceitos seculares, provando que o PT sempre foi uma legenda pior do que as outras".

"Esse novo Brasil, quebrado e falido, é o resultado de uma grande aliança, liderada pelo PT, que envolveu partidos, movimentos sociais e amplos setores do empresariado num conluio criminoso intenso e permanente".

"A corrupção é um veneno moral, que degrada as pessoas e contamina a sociedade, sendo, portanto, indispensável aos interesses do partido. O PT, neste sentido, pode se orgulhar de ter promovido, nesses 12 anos, os mais significativos atos de bandidagem e de práticas criminosas, jamais vistos no Brasil".

"O partido esforça-se para mudar sua aparência e continuar mudando o Brasil, sem esquecer que corrupto e cleptomaníaco não se escreve sem PT!"

General Brigada Paulo Chagas


Anônimo disse...

CORREÇÃO !

NEM A GRÉCIA SALVA ELA.
VEJAM:

https://www.youtube.com/watch?v=ID1q50r2sBM

OBSERVEM DOS 07:00 aos 31:00

'ZEUS' INCONFORMADO MANDOU NUVENS, CHUVAS, RAIOS E TROVÕES...

QUE ACOMPANHARAM A COMITIVA DURANTE TODO O PERCURSO DO TORTO AO ALVORADA...

EXATAMENTE SOBRE A LIMOUSINE...

E NÃO TEVE, PELA PRIMEIRA VEZ NA HISTÓRIA, A SUBIDA DA RAMPA!

A ENTRADA FOI "POR BAIXO", PELA CHAPELARIA...

ZEUS APARENTEMENTE DEVIA ESTAR IRADO...

SENHOR DO TEMPO E DA HISTÓRIA , SABIA O QUE VIRIA PELA FRENTE...

RAIOS E TROVÕES !!!

NEM A GRÉCIA, NEM OS 'DEUSES' PODERÃO SALVAR...

( O VÍDEO É UM REGISTRO PREMONITÓRIO )

Anônimo disse...

Correto General Brigada Paulo Chagas. Isto ainda pode ser dito ao Gen Golbery, padrinho do 9dedos?