TRE mantém cassação do prefeito de Taquari, Emanuel de Jesus, PT. Município terá novas eleições.

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RS) rejeitou, nesta tarde, os embargos de declaração interpostos pelo prefeito de Taquari, Emanuel Hassen de Jesus (PT) e o vice-prefeito André Barcellos Brito (PDT) e manteve a cassação dos políticos. Conforme decisão tomada em dezembro, deverão ser novas eleições no município e o presidente da Câmara, Ramon Klern de Jesus (PSD), assumirá o Executivo até a posse dos eleitores. 

. Prefeito e vice foram condenados por abuso de poder político e de autoridade, captação ilícita de votos e condutas vedadas a agentes públicos, praticadas durante a campanha eleitoral de 2012. Também foram multados e declarados inelegíveis por oito anos.

. O processo envolve também a ex-vereadora Andréia Portz Nunes (PDT), igualmente cassada pelo tribunal, e o ex-prefeito Ivo dos Santos Lautert (PDT), que recebeu multa e teve os direitos políticos cassados. Eles também haviam apresentados embargos, igualmente rejeitados. O TRE determinou ainda o recálculo do quociente eleitoral, em virtude da anulação dos votos da vereadora Andréia Nunes. 

4 comentários:

Anônimo disse...

TEM QUE BOTAR OS BANDIDOS DO PT NA CADEIA.
EXISTE PT HONESTO????????

Anônimo disse...

ESSES ALEMÃES DE TAQUARI TEM MAIS SORTE DO QUE JUIZO.




EDUARDO MENEZES

Anônimo disse...

Alemão em Taquari???

Anônimo disse...

Que comentários oportunistas da direita. Os prefeitos cassados a todo o momento vinculados ao PSDB, DEM, etc não são noticiados neste espaço. Não esperava outra coisa deste nicho tucano.