Artigo, Valter Nagelstein - Sobre os "rolezinhos"

O vereador e presidente do PMDB de Porto Alegre, Valter Nagelstein, bota o dedo na ferida ao escrever sobre os rolezinhos no Jornal do Comércio de hoje, demonstrando claramente que a repressão aos arrastões não significam discriminação ao consumidor pobre ou negro, porque se trata de conter crime grave e proteger o conjunto da sociedade, atacada pelos bandidos organizados em bandos. Leia tudo:

Marxistas transformam tudo em luta de classe. A tese mais recente envolve os chamados “rolezinhos”. Tal tese, fruto de um raciocínio intelectualmente desonesto, diz que há criminalização de uma manifestação que é somente social. A tese é falsa por duas causas. Primeiro porque pobre, por sê-lo, não está proibido de ir a qualquer lugar, a qualquer shopping inclusive. Segundo porque os tais movimentos (as aglomerações) descambaram, invariavelmente, para a desordem, colocando em risco bens, fruto do trabalho de pessoas, e, mais importante, a segurança de pessoas que estão nesses espaços que são de domínio comum, os shoppings.

. Eu que costumo afirmar que existem práticas comerciais que devem ser coibidas e abusos punidos (como os 20 minutos de tolerância nos estacionamentos), lembro que os shoppings centers não representam o mal do capitalismo na sua forma mais perversa, encarnado no consumismo, no luxo, na ostentação, como sustentam uns. O shopping é comércio, atividade tão antiga quanto o homem e a própria vida em sociedade.

CLIQUE AQUI para ler tudo. 

14 comentários:

Anônimo disse...

existe algo mais capitalista do que aquele pronunciamento do Barba onde mandava todos comprar, comprar e comprar?

Anônimo disse...

Na verdade a maior culpa são dos governantes que não propiciam Centros Comunitários, alias cade a escola Aberta? (para atividades nas férias para a juventude). Por exemplo aqui em Novo Hamburgo, a "piruada" se encontra somente no Shopings e arredores. Não tem uma praça para "role", skate e etc. Essa cambada de governantes imbecis (vereadores, prefeitos, deputados e e toda a camarilha) não tem projetos. E as tais de "assistentes sociais" que ficam sentadas tomando chimarrão e não fazem nada. Rolezinho hoje...amanhã invasão e quebra quebra...quem viver verá...ou não?
Eng. Joel Robinson

Anônimo disse...

Parabéns,tem coerência.

Anônimo disse...

Deveriam fazer rolezinhos em Brasília, no
Planalto, contra a corrupção, os altos impostos, a incompetência administrativa, etc; o nome mais adequado seria Rolezao.

Anônimo disse...

Então sugiro ao pmdb tomar vergonha na cara e expulsar todos que dão suporte ao pt e comunas em geral. Não adianta vir desmontar tese de comuna e ao mesmo tempo apoia-los no governo.

Anônimo disse...

Suponho que ele va deixar a Base Aliada

Anônimo disse...

Estes Comuna e esquerdista de m..., vão transformar este país em uma baderna e "fomentando a violência criminosa e usá-la como instrumento de destruição sistemática da ordem pública".
"Enquanto uma nação enfeitiçada pelo discurso esquerdista continuar se recusando a enxergar essas obviedades, a onda homicida não cessará de crescer até que, atingido seu objetivo de deter em suas mãos o poder total, a esquerda, como sempre fez em toda parte, possa instituir o monopólio estatal do crime e dispensar a ajuda dos grupos criminosos privados".

Anônimo disse...


SÓ A VOLTA DOS MILICOS PRA ENDIREITAR ESTE PAÍS.
QUEM NÃO GOSTA DE DISCIPLINA É A BANDIDAGEM, EM ESPECIAL OS DE COLARINHO BRANCO, MUITOS DA CLASSE ALTA, CLASSE MÉDIA, Q ESTÃO ENVOLVIDOS COM TODO O TIPO DE CRIMES, ONDE AS DOGRAS É O CARRO CHEFE.

Anônimo disse...

Joel Robinson acima disse tudo em poucas palavras. POLIBIO: OUCA E REFLITA

Em suma: deem pao e circo para o povao. Pao o Lula deu trazendo estes caras para a classe media baixa. Agora e' hora de dar circo. Fechar baile funk como fizeram e' burrice e deu inicio a esta zona. Pessoalemente detesto funk, mas o povao gosta.


GOVERNANTES:
Fazam centros comunitarios na periferia, deem entertenimento para o povao e o equilibrio volta. Ignorem ou joguem a policia em cima de filhos de pedreiro (que sao honestos) e estaraoo fazendo a burrada do seculo. Depois expliquem-se para a proxima geracao.

Anônimo disse...

Isto e' burrice. Botar policia em filho de pedreiro e' burrice.

A solucao: criem-se shoppings de desconto para filho adolescente de pedreiro. Criem-se circo para o povo. Funk seguro para o povao e para a patuleia. Nao ha outra saida. Burro e' que nao ve.

Vai fazer o que: ignorar milhoes de pessoas que entraram na classe media baixa?

Vai la e ganha dinheiro delas enquanto da diversao para elas na periferia, po. obvio. Ja ouviu falar na iniciativa privada? pois e' tem uma massa de gente pedindo para consumir, mas tem pouco dinheiro. Basta montar servicos low cost para elas.

Uma expressao sintentiza o que esta acontencendo: a crise das elites. Existe um acordo tacito e saudavel entre a elite (no bom sentido da expressao) e o povao. E este acordo precisa ser mantido:

O acordo e' saudavel desde que mantido: As elites recebem os privilégios e as vantagens do poder e da propriedade; o povao, em troca, recebe segurança e certa dose de prosperidade.

Se mantido o acordo, a paz e o progresso estao garantidos.

Infelizmente a elite no Brasil e' pouco iluminada. O Robinson (veja o comentario dele acima) e' uma rara excessao de inteligencia no meio da elite atual, e por isto e' bem-sucedido. Precisamos de mais lideres como este cara. Elite nao e' palavrao(como a esquerda pensa). Elite nao aposentadoria (como a direita pensa). Elite e' responsabilidade para com os netos da elite. Elite nao pode deixar um pais nas condicoes da Siria para seus proprios netos. A elite brasileira esta conseguindo transformar o brasil na siria. Que mer***'

Eu desisti do brasil.

Eu moro na Europa e vejo isto claramente. O povao tem um nivel minimo de qualidade de vida fantastico. As elites desfrutam de privilegios impensaveis. E tudo esta em equilibrio por enquanto.

Na hora em que a elite esquece de garantir pao e circo como os '(des)iluminados' do Lula e Dilma esqueceram, o acordo vai por agua abaixo e o povao entra em ebulicao.


A historia se repete. Para quem tem paciencia e um pouco de inteligencia, leia com atencao como o acordo entre elite e povao acontece em todo o mundo no Estadao de hoje: http://www1.folha.uol.com.br/colunas/martinwolf/2014/01/1397944-fracasso-das-elites-e-ameaca-para-o-nosso-futuro.shtml

Sim e' mais facil chorar espernear, fazer biquinho,chamar a atencao, chamar a mamae, a policia. Pensar doi, e da trabalho e e' chato.

Seria util se o Polibio lesse o link do Estadao. Mas e' texto denso. E' mais facil espernear..

Anônimo disse...

O (des)governo petralha nada faz para tirar os miseráveis e pobres dessas situações.
Pelo contrário, mantém-nos sempre dependentes do Estado Totalitário, através de esmolas e de votos a cabresto, subrepticiamente nominados de bolsas.
Enganadores!

FAÇANHA, o advogado do povo disse...

Não existe capitalismo como sistema, as pessoas é que são naturalmente capitalistas; daí os bem sucedidos serem alvo da inveja dos que não tem coragem para competir, que são conhecidos como socialistas, marxistas, petistas, ou meramente os revoltados.
Inveja é um sentimento ínsito ao ser humano, poderosíssimo, mas que não foi abordado por Freud, a não ser na "inveja do pênis", "penisneid", elemento fundamental da sexualidade feminina; mas, a inveja em si mesma, não. Ela está ligada as frustrações do "impulso para dominar, Bemächtigungstrieb", muito pouco abordado por Freud, sempre preferindo o "impulso para o prazer". Ives Hendrick foi quem introduziu o conceito do "instint to master", pulsão inconsciente e assexual para ter e dominar.

Unknown disse...

Diante das discussões da natureza dos 'rolezinhos' sugiro a leitura da obra de zigmund bauman, O mal estar da pos modernidade. Desconfie de quem não mudar de opinião. Abs
Wilson Sichonany
Mestre em direito UniRitter

João Coragem disse...

Isto parece dejavu daquela tentativa do Nova Olaria de Poa de proibir o acesso de jovens homossexuais que se "pegavam" no local - aí que eles foram mesmo! No caso dos rolezinhos agressão e dureza não vai funcionar, até mesmo porque este não e' um movimento desorganizado... Sugiro ao Iguatemi (principal alvo) e demais shoppings invadidos, que sejam criativos e eficientes no processo, para que o PT não use isto no seu joguinho manjado de "ricos versus pobres-pretos-putas".