PSDB resgata governo de Yeda Crusius

Foi mais do que um resgate a entronização da fotografia da ex-governadora Yeda Crusius na sala da bancada do PSDB na Assembléia do RS.

4 comentários:

Anônimo disse...

Justiça feita, merecidíssimo.

Anônimo disse...

Qualquer cidadão gaúcho, minimamente informado, sabia que a governadora fazia uma das melhores gestões do RS, de todos os tempos. Foram na conversa do PT, funcionalismo público e sindicatos pelegos e deu nisso ai. Agora aguentem que ainda vai piorar!

Joao Coragem disse...

Mesmo com um vice fura olho e doente, gov. federal sabotando, assembléia obstruindo, sindicatos pelegos (CUT, CPERS, etc) caluniando, RBS detonando e Tarso usando Ministério da Justiça e seus tentáculos de forma criminosa, mesmo assim, o legado e realizações de Yeda para o RS sao muito mais positivas que o desgoverno de Tarso.


O PT prejudicou de múltiplas formas nosso estado, primeiro obstruindo o trabalho serio e responsavel do Gov. Yeda e agora, tendo o poder, mas usando-o com incompetência e leviandade.

Pobre Rio-grande velho, a tua cina e' ser fim de linha mesmo. Com um povo botocudo desses, incapaz de decidir seu futuro com maturidade, sempre serás a vanguarda desse Pais...mas a do ATRASO!

Justiniano disse...

É João Coragem O RS virou Maranhão do Sul, mantem uma classe política com ranço ideológico do atraso, e simpatizantes bovinos como CPERS, CUT, MST, Liga Campesina et caterva.

O estado vive das glórias do passado e hoje já é motivo de chacota por paulistas e mineiros, porque gozam dizendo que os gaúcho bons foram morar em outros estados, por não aturar tanto incompetência na sua terra natal.

Hoje somos os argentinos do Brasil, por achar que somos melhores que os os demais brasileiros, assim como a Argentina fomos um estado rico e hoje somos um estado quebrado, com um partido incompetente na gestão pública, que parasita todas as repartições colocando seus apaniguados puxa-sacos.

Pobre província de São Pedro, que hoje realmente está mais para província do que para um ente federado, porque não há mais lideranças políticas de expressão. O último grande político que se destacava no RS e em Brasília era o deputado federal Julio Redecker, mas a tragédia da TAM ceifou aquele que seria o escudo e broquel da governadora Yeda, porque desmontava todas as mentiras do PT e seria também no futuro senador e governador do RS. Até nisso o destino nos foi cruel.