Copom mantém a taxa básica de juros em 7,25% ao ano

* Clipping Gabriela Valente, O Globo


Após ser criticado por manter os juros básicos no menor patamar da história, apesar do aumento da inflação, o Banco Central (BC) reafirmou nesta quarta-feira sua estratégia. O Comitê de Política Monetária (Copom) decidiu, por unanimidade, manter a Selic em 7,25% ao ano.
O colegiado admitiu que houve uma piora no balanço de riscos para a alta de preços a curto prazo, que a recuperação da economia está mais lenta que o esperado e que o ambiente internacional é incerto. Dado esse quadro, o Copom garantiu que a estabilidade dos juros por um “período suficientemente prolongado” é a estratégia mais adequada para controlar a inflação.
Por outro lado, sumiu da nota do Banco Central a informação de que a inflação convergiria para seu objetivo de forma não linear, o que motivou ataques dos economistas. Para janeiro, os analistas do mercado já preveem que a inflação vá ficar em 0,78%.


3 comentários:

CARLOS SGARBI disse...

Bom emo, jornraleiro, era a epoca do FHC e do consultor do Aecio Cachaca, o Arminio. Vc lembra daquela epoca, jornaleiro? Era a epoca da SELIC em 45%. Aquilo sim é que era epoca de ouro, ne? Eu tenho saudades do FHC e sua turma, pois quando contratava algum financiamento bancario, como vc lembra, pagava juros de agiotagem.

Anônimo disse...

Políbio,

Qualquer estudante de Teoria Economica sabe o que acontece 12 meses após a "curva de juros" apontar para baixo: RECESSÃO!!

No caso do Brasil, até agora apenas diminuimos o crescimento, mas com a falta de dinheiro nos governos municipais, vamos ter um 2013 bem complicado, sem falar na inadimplencia!!

JulioK

Zeca Tatu disse...

Uai! Uma lombriga deste tamanho tem que sair, do contrário tô ferrado!