Polícia Federal vai atrás de 57 auditores fiscais agropecuários delatados pela BRF

A BRF pagava propinas na forma de Planos de Saúde, dinheiro vivo e promoções de parentes que trabalhavam na empresa. As propinas são calculadas em R$ 19 milhões. A ordem da operação é da 1a. Vara Federal de Ponta Grossa. 280 agentes da PF estão na rua.

A Polícia Federal (PF) cumpre 68 mandados de busca e apreensão, na manhã desta terça-feira, na 4ª fase da Operação Carne Fraca em nove estados do país, inclusive RS. Esta fase investiga o pagamento de vantagens pela BRF a auditores fiscais agropecuários de vários estados para que atuassem em benefício da companhia. A BRF foi quem delatou todo mundo.

Segundo a representação do Ministério Público Federal (MPF) para solicitar as buscas à Justiça, 57 servidores eram pagos pela empresa.

A 1ª fase da Operação Carne Fraca foi deflagrada em 2014.

6 comentários:

Joel Robinson disse...

Carne de churrasco e frango podres???? E a patuleia se delicia...

Anônimo disse...

Vai dar vaga!!
Concurso a vista!!
Só que não!!

Anônimo disse...

Cambada de filhos da puta ! Merecem um PAREDÃO ! E . final

Anônimo disse...

"Atuar em favor da BRF" significa fazer vistas grossas às toneladas de CARNE PODRE, que à base de muito sal, nitratos e nitritos são transformadas em salsicha, linguiça, mortadela, salame, embutidos em geral, ALTAMENTE CANCERÍGENOS. Cadeia para esse BANDO DE ASSASSINOS.

Anônimo disse...

"Atuar em favor da BRF" significa fazer vistas grossas às toneladas de CARNE PODRE, que à base de muito sal, nitratos e nitritos são transformadas em salsicha, linguiça, mortadela, salame, embutidos em geral, ALTAMENTE CANCERÍGENOS. Cadeia para esse BANDO DE ASSASSINOS.

Anônimo disse...

"Atuar em favor da BRF" significa fazer vistas grossas às toneladas de CARNE PODRE, que à base de muito sal, nitratos e nitritos são transformadas em salsicha, linguiça, mortadela, salame, embutidos em geral, ALTAMENTE CANCERÍGENOS. Cadeia para esse BANDO DE ASSASSINOS.