Câmara Brasil-Alemanha apoia Fraport no caso da transferência das 1,3 mil famílias da Vila Nazaré, Porto Alegre

A Câmara de Indústria e Comércio Brasil-Alemanha, RS, acaba de tirar carta aberta para apoiar a posição da Fraport, concessionária do Aeroporto Salgado Filho, no qual a empresa protesta contra a tentativa de responsabilizá-la pelas operações de transferência das 1,3 mil famílias que moram na Vila Nazaré, condição sem a qual será impossível ampliar a pista atual.

A Câmara alega, como a Fraport, que as condições contratuais da concessão não contemplam este tipo de exigência.

Neste momento, espontaneamente, a Fraport implementa negociações diretas com a prefeitura e os moradores, o que já resultou em transferências.

11 comentários:

Anônimo disse...

ISTO SE CHAMA "insegurança jurídica"!

Anônimo disse...

O mpzinho, q não faz nada por quem paga impostos, assim como a nossa justiça, poderia se mobilizar contra os traficantes q estão pressionando os moradores a não saírem da vila Dique! A extinção da vila vai prejudicar seus negócios!

Anônimo disse...

Só para comparar: Um desembargador usou uma área publica para doação ao sport clube internacional com 74 hectares em guaiba...um desrespeito ao contribuinte, mesmo que a situação seja diferente, mas pq não usam áreas do estado para transferir famílias ?

Anônimo disse...

EM VEZ DA FRAU MERKEL E SUA CATREFA QUEREREM SE METER NO CONTROLE DE INDIOS, DE DESMATAMENTO, DA AMAZONIA E DE RESERVAS MINERAIS, PODERIAM COLOCAR DINHEIRO DESSAS ONGS PODRES E GLOBALISTAS, DIRETAMENTE NO SANEAMENTO E CONSTRUÇÃO DE CASAS POPULARES PARA ESSA GENTE!!!!


CAMBUTA DE FILHOS DA PATA!

Justiniano disse...

A Fraport está ajudando as famílias removidas com R$ 5 mil reais para aquisição de moveis para suas casa, coisa que nem precisava fazer.

Tava esquecendo que o PT é contra a desocupação porque defende as causas sociais dos traficantes, vide a filha da Maria do Rosário.

Anônimo disse...

Por coisas assim é que ninguém investe no Brasil, não tem emprego. Insegurança jurídica total, investimento colocado no lixo, investidor feito de palhaço.

Cris disse...

Fio solto em contrato ...
Mas diferentemente dos Shopping Centers e estádios ,a Fraport não é dona do aeroporto , nem do terreno em questão, nem será dona da nova pista ,devendo apenas gerenciar as atividades fins ao negócio durante um período de tempo...
E se não consta em um contrato assinado entre as duas partes, e redigido pela outra parte, que a Fraport seria responsável por isto ou aquilo... se pressupõe que quem faria seria a primeira... no caso o Estado...

Anônimo disse...

POR ISSO MUITOS INVESTIDORES NÃO VEM PRO BRASIL.

Anônimo disse...

POR ISSO MUITOS INVESTIDORES NÃO VEM PRO BRASIL.

Anônimo disse...

O MP se rendendo ao tráfico. Quem diria...

FERNANDO VILLELA disse...

ISSO É QUE SE CHAMA TIRO NO PÉ. A FRAPORT É UMA EMPRESA SÉRIA E IMAGINAVA ESTAR TRATANDO COM PESSOAS E GOVERNANTES SÉRIOS. NO ENTANTO, O RGS RESOLVE CONTINUAR DESCUMPRINDO CONTRATOS, SIM PORQUE JÁ VEM SISTEMÁTICAMENTE DESCUMPRINDO COM SEUS PRÓPRIOS SERVIDORES. E, DEPOIS RECLAMAM DA SITUAÇÃO CAÓTICA EM QUE SE ENCONTRA O ESTADO.
VENDO ESSE ABSURDO, QUAL EMPRESA NACIONAL OU INTERNACIONAL VAI ARRISCAR SE INSTALAR AQUI.
E, O PIOR, É QUE O MP QUE CONSTITUCIONALMENTE DEVERIA SER O FISCAL DA LEI, RESOLVE DAR UMA DE DEFENSOR DOS FRACOS E OPRIMIDOS, INVASORES QUE SE SUCEDEM NA ÁREA EM UMA ESPIRAL SEM FIM E, ABRAÇA ESSE ABSURDO. É INACREDITÁVEL....